Lamentações 5

1LEMBRA-TE, Senhor, do que nos tem sucedido; considera, e olha para o nosso opróbrio. 2A nossa herdade passou a estranhos, e as nossas casas a forasteiros. 3Órfãos somos sem pai, nossas mães são como viúvas. 4A nossa água, por dinheiro a bebemos, por preço vem a nossa lenha. 5Os nossos perseguidores estão sobre os nossos pescoços: estamos cansados, e não temos descanso. 6Aos egípcios estendemos as mãos, e aos assírios, para nos fartarem de pão. 7Nossos pais pecaram, e já não existem: nós levamos as suas maldades. 8Servos dominam sobre nós; ninguém há que nos arranque da sua mão. 9Com perigo das nossas vidas trazemos o nosso pão, por causa da espada do deserto. 10Nossa pele se enegreceu como um forno, por causa do ardor da fome. 11Forçaram as mulheres em Sião, as virgens nas cidades de Judá. 12Os príncipes foram enforcados pelas mãos deles; as faces dos velhos não foram reverenciadas. 13Aos mancebos obrigam a moer, e os moços tropeçaram debaixo da lenha. 14Os velhos já não têm assento na porta, os mancebos já não cantam. 15Cessou o gozo de nosso coração, converteu-se em lamentação a nossa dança. 16Caiu a coroa da nossa cabeça; ai de nós, porque pecámos. 17Por isso, desmaiou o nosso coração; por isso, se escureceram os nossos olhos. 18Pelo monte de Sião; que está assolado, andam as raposas. 19Tu, Senhor, permaneces eternamente, e o teu trono de geração em geração. 20Por que te esquecerias de nós para sempre? por que nos desampararias por tanto tempo? 21Converte-nos, Senhor, a ti, e nós nos converteremos: renova os nossos dias, como dantes. 22Por que nos rejeitarias totalmente? por que te enfurecerias contra nós em tão grande maneira?

will be added

X\