Jeremias 42

1ENTÃO chegaram todos os príncipes dos exércitos, e Joanan, filho de Careá, e Jezanias, filho de Hosaias, e todo o povo, desde o menor até ao maior, 2E disseram a Jeremias, o profeta: Caia agora a nossa súplica diante de ti, e roga por nós ao Senhor, teu Deus, por todo este resto; porque de muitos restamos uns poucos, como vêem os teus olhos; 3Para que o Senhor, teu Deus, nos ensine o caminho por onde havemos de andar e aquilo que havemos de fazer. 4E disse-lhes Jeremias, o profeta: Eu vos ouvi; eis que orarei ao Senhor, vosso Deus, conforme as vossas palavras; e seja o que for que o Senhor vos responder, eu vo-lo declararei; não vos ocultarei nada. 5Então eles disseram a Jeremias: Seja o Senhor entre nós testemunha da verdade e fidelidade, se não fizermos conforme toda a palavra com que te enviar a nós o Senhor, teu Deus. 6Seja ela boa, ou seja má, à voz do Senhor, nosso Deus, a quem te enviamos, obedeceremos, para que nos suceda bem, obedecendo à voz do Senhor, nosso Deus. 7E sucedeu que, ao fim de dez dias, veio a palavra do Senhor a Jeremias. 8Então chamou a Joanan, filho de Careá, e a todos os príncipes dos exércitos que havia com ele, e a todo o povo, desde o menor até ao maior, 9E disse-lhes: Assim diz o Senhor, Deus de Israel, a quem me enviastes, para lançar a vossa súplica diante dele: 10Se de boamente ficardes nesta terra, então vos edificarei, e não vos derribarei: e vos plantarei, e não vos arrancarei; porque estou arrependido do mal que vos tenho feito. 11Não temais o rei de Babilónia, a quem vós temeis; não o temais, diz o Senhor, porque eu sou convosco, para vos salvar e para vos fazer livrar da sua mão. 12E vos farei misericórdia, para que ele tenha misericórdia de vós, e vos faça voltar à vossa terra. 13Mas se vós disserdes: Não ficaremos nesta terra, não obedecendo à voz do Senhor, vosso Deus. 14Dizendo: Não, antes iremos à terra do Egipto, onde não veremos guerra, nem ouviremos som de trombeta, nem teremos fome de pão, e ali ficaremos. 15Nesse caso, ouvi a palavra do Senhor, ó resto de Judá: assim diz o Senhor dos Exércitos, Deus de Israel: Se vós absolutamente puserdes os vossos rostos para entrardes no Egipto, e entrardes para lá peregrinar, 16Acontecerá, então, que a espada que vós temeis ali vos alcançará, na terra do Egipto, e a fome que vós receais estará convosco no Egipto, e ali morrereis. 17Assim será com todos os homens que puseram os seus rostos para entrarem no Egipto, a fim de lá peregrinarem: morrerão à espada, à fome e da peste; e deles não haverá quem reste e escape do mal que eu farei vir sobre eles. 18Porque, assim diz o Senhor dos Exércitos, Deus de Israel: Como se derramou a minha ira e a minha indignação sobre os habitantes de Jerusalém, assim se derramará a minha indignação sobre vós, quando entrardes no Egipto; e sereis uma maldição, e um espanto, e uma execração, e um opróbrio, e não vereis mais este lugar. 19Falou o Senhor acerca de vós, ó resto de Judá! não entreis no Egipto; sabei, de certo, que testifiquei contra vós hoje. 20Porquanto, enganastes as vossas almas, pois me enviastes ao Senhor, vosso Deus, dizendo: Ora por nós ao Senhor, nosso Deus; e conforme tudo o que disser o Senhor, Deus nosso, declara-no-lo assim, e o faremos. 21E vo-lo tenho declarado hoje; mas não destes ouvidos à voz do Senhor, vosso Deus, em coisa alguma pela qual ele me enviou a vós. 22Agora, pois, sabei, por certo, que à espada, à fome e da peste morrereis no mesmo lugar onde desejastes entrar, para lá peregrinardes.

will be added

X\