Êxodo 19

1AO terceiro mês da saída dos filhos de Israel da terra do Egipto, no mesmo dia, vieram ao deserto de Sinai. 2Tendo partido de Refidim, vieram ao deserto de Sinai, e acamparam-se no deserto: Israel, pois, ali acampou-se defronte do monte. 3E subiu Moisés a Deus, e o Senhor o chamou do monte, dizendo: Assim falarás à casa de Jacob, e anunciarás aos filhos de Israel: 4Vós tendes visto o que fiz aos egípcios, como vos levei sobre asas de águias, e vos trouxe a mim; 5Agora, pois, se, diligentemente, ouvirdes a minha voz, e guardardes o meu concerto, então sereis a minha propriedade peculiar de entre todos os povos: porque toda a terra é minha. 6E vós me sereis um reino sacerdotal e o povo santo. Estas são as palavras que falarás aos filhos de Israel. 7E veio Moisés, e chamou os anciãos do povo, e expôs diante deles todas estas palavras, que o Senhor lhe tinha ordenado. 8Então todo o povo respondeu, a uma voz, e disseram: Tudo o que o Senhor tem falado, faremos. E relatou Moisés ao Senhor as palavras do povo. 9E disse o Senhor a Moisés: Eis que eu virei a ti numa nuvem espessa, para que o povo ouça, falando eu contigo, e para que, também, te creiam, eternamente. Porque Moisés tinha anunciado as palavras do seu povo ao Senhor. 10Disse, também, o Senhor a Moisés: Vai ao povo, e santifica-os, hoje e amanhã, e lavem eles os seus vestidos; 11E estejam prontos para o terceiro dia: porquanto no terceiro dia, o Senhor descerá diante dos olhos de todo o povo, sobre o monte de Sinai. 12E marcarás limites ao povo, em redor, dizendo: Guardai-vos que não subais ao monte, nem toqueis o seu termo; todo aquele que tocar o monte, certamente morrerá. 13Nenhuma mão tocará nele: porque certamente será apedrejado ou asseteado; quer seja animal, quer seja homem, não viverá; soando a buzina longamente, então subirão ao monte. 14Então Moisés desceu do monte ao povo, e santificou o povo; e lavaram os seus vestidos. 15E disse ao povo: Estai prontos ao terceiro dia; e não vos chegueis a mulher. 16E aconteceu, ao terceiro dia, ao amanhecer, que houve trovões e relâmpagos sobre o monte, e uma espessa nuvem, e um sonido de buzina mui forte, de maneira que estremeceu todo o povo que estava no arraial. 17E Moisés levou o povo fora do arraial, ao encontro de Deus; e puseram-se ao pé do monte. 18E todo o monte de Sinai fumegava, porque o Senhor descera sobre ele, em fogo: e o seu fumo subiu como fumo de um forno, e todo o monte tremia grandemente. 19E o sonido da buzina ia crescendo, em grande maneira: Moisés falava, e Deus lhe respondia em voz alta. 20E, descendo o Senhor sobre o monte de Sinai, sobre o cume do monte, chamou o Senhor a Moisés, ao cume do monte; e Moisés subiu. 21E disse o Senhor a Moisés: Desce, protesta ao povo que não trespasse o termo para ver o Senhor, a fim de muitos deles não perecerem. 22E, também, os sacerdotes, que se chegam ao Senhor, se hão-de santificar, para que o Senhor não se lance sobre eles. 23Então disse Moisés ao Senhor: O povo não poderá subir ao monte de Sinai, porque tu nos tens protestado, dizendo: Marca termos ao monte, e santifica-o. 24E disse-lhe o Senhor: Vai, desce: depois, subirás tu, e Aarão contigo: os sacerdotes, porém, e o povo, não trespassem o termo para subir ao Senhor, para que não se lance sobre eles. 25Então Moisés desceu ao povo, e disse-lhes isto.

will be added

X\