Deuteronómio 26

1E SERÁ que, quando entrares na terra que o Senhor, teu Deus, te der por herança, e a possuíres, e nela habitares, 2Então tomarás das primícias de todos os frutos da terra, que trouxeres da tua terra, que te dá o Senhor, teu Deus, e as porás num cesto, e irás ao lugar que escolher o Senhor, teu Deus, para ali fazer habitar o seu nome. 3E virás ao sacerdote, que naqueles dias for, e dir-lhe-ás: Hoje declaro, perante o Senhor, teu Deus, que entrei na terra que o Senhor jurou aos nossos pais dar-nos. 4E o sacerdote tomará o cesto da tua mão, e o porá diante do altar do Senhor, teu Deus. 5Então protestarás perante o Senhor, teu Deus, e dirás: Siro miserável foi meu pai, e desceu ao Egipto, e ali peregrinou com pouca gente: porém, ali cresceu, até vir a ser nação grande, poderosa e numerosa. 6Mas os egípcios nos maltrataram e nos afligiram, e sobre nós puseram uma dura servidão. 7Então clamámos ao Senhor, Deus dos nossos pais; e o Senhor ouviu a nossa voz, e atentou para a nossa miséria, e para o nosso trabalho, e para a nossa opressão. 8E o Senhor nos tirou do Egipto, com mão forte e com braço estendido, e com grande espanto, e com sinais, e com milagres; 9E nos trouxe a este lugar, e nos deu esta terra, terra que mana leite e mel. 10E eis que, agora, eu trouxe as primícias dos frutos da terra que tu, ó Senhor, me deste. Então as porás perante o Senhor, teu Deus, e te inclinarás perante o Senhor, teu Deus. 11E te alegrarás por todo o bem que o Senhor, teu Deus, te tem dado, a ti e à tua casa, tu e o levita, e o estrangeiro que está no meio de ti. 12Quando acabares de dizimar todos os dízimos da tua novidade, no ano terceiro, que é o ano dos dízimos, então o darás ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva, para que comam dentro das tuas portas, e se fartem: 13E dirás perante o Senhor, teu Deus: Tirei o que é consagrado de minha casa, e dei também ao levita, e ao estrangeiro, e ao órfão, e à viúva, conforme a todos os teus mandamentos que me tens ordenado: nada traspassei dos teus mandamentos, nem deles me esqueci. 14Disso não comi na minha tristeza, nem disso nada tirei para imundícia, nem disso dei para algum morto; obedeci à voz do Senhor, meu Deus; conforme a tudo o que me ordenaste, tenho feito. 15Olha, desde a tua santa habitação, desde o céu, e abençoa o teu povo, a Israel, e a terra que nos deste, como juraste aos nossos pais, terra que mana leite e mel. 16Neste dia, o Senhor, teu Deus, te manda fazer estes estatutos e juízos: guarda-os pois, e faze-os, com todo o teu coração e com toda a tua alma. 17Hoje, declaraste ao Senhor que te será por Deus, e que andarás nos seus caminhos, e guardarás os seus estatutos, e os seus mandamentos, e os seus juízos, e darás ouvidos à sua voz. 18E o Senhor hoje te declarou que lhe serás por seu próprio povo, como te tem dito, e que guardarás todos os seus mandamentos. 19Para assim te exaltar sobre todas as nações que fez, para louvor, e para fama, e para glória, e para que sejas um povo santo ao Senhor, teu Deus, como tem dito.

will be added

X\