1 Reis 14

1NAQUELE tempo, adoeceu Abias, filho de Jeroboão. 2E disse Jeroboão a sua mulher: Levanta-te agora, e disfarça-te, para que não conheçam que és mulher de Jeroboão: e vai a Silo: Eis que lá está o profeta Aías, o qual falou de mim, que eu seria rei sobre este povo. 3E toma na tua mão dez pães, e bolos, e uma botija de mel, e vai a ele: ele te declarará o que há-de suceder a este menino. 4E a mulher de Jeroboão assim fez, e se levantou, e foi a Silo, e entrou na casa de Aías: e já Aías não podia ver, porque os seus olhos estavam já escurecidos, por causa da sua velhice. 5Porém o Senhor disse a Aías: Eis que a mulher de Jeroboão vem consultar-te, sobre seu filho, porque está doente: assim e assim lhe falarás: e há-de ser que, entrando ela, fingirá ser outra. 6E sucedeu que, ouvindo Aías o ruído dos seus pés, entrando ela pela porta, disse ele: Entra, mulher de Jeroboão: por que te disfarças assim? Pois eu sou enviado a ti com duras novas. 7Vai, dize a Jeroboão: Assim diz o Senhor, Deus de Israel: Porquanto te levantei do meio do povo, e te pus por chefe, sobre o meu povo de Israel, 8E rasguei o reino da casa de David, e a ti to dei, e tu não foste como o meu servo David, que guardou os meus mandamentos e que andou após mim, com todo o seu coração, para fazer somente o que parecia recto aos meus olhos, 9Antes tu fizeste o mal, pior do que todos os que foram antes de ti, e foste, e fizeste outros deuses e imagens de fundição, para provocar-me à ira, e me lançaste para trás das tuas costas; 10Portanto, eis que trarei mal sobre a casa de Jeroboão, e separarei, de Jeroboão, todo o homem, até ao menino, tanto o encerrado como o desamparado em Israel; e lançarei fora os descendentes da casa de Jeroboão, como se lança fora o esterco, até que de todo se acabe. 11Quem morrer a Jeroboão na cidade, os cães o comerão, e o que morrer no campo, as aves do céu o comerão, porque o Senhor o disse. 12Tu, pois, levanta-te, e vai-te para tua casa: entrando os teus pés na cidade, o menino morrerá. 13E todo o Israel o pranteará e o sepultará; porque este, só, entrará em sepultura, de Jeroboão, porquanto se achou nele coisa boa para com o Senhor, Deus de Israel, em casa de Jeroboão. 14O Senhor, porém, levantará para si um rei, sobre Israel, que destruirá a casa de Jeroboão, no mesmo dia: mas que será, também, agora? 15Também o Senhor ferirá a Israel, como se move a cana nas águas; e arrancará a Israel desta boa terra, que tinha dado a seus pais, e o espalhará para além do rio; porquanto fizeram os seus bosques, provocando o Senhor à ira. 16E entregará Israel, por causa dos pecados de Jeroboão, o qual pecou, e fez pecar a Israel. 17Então a mulher de Jeroboão se levantou e foi, e veio a Tirza: chegando ela ao limiar da porta, morreu o menino. 18E o sepultaram, e todo o Israel o pranteou, conforme à palavra do Senhor, a qual dissera pelo ministério do seu servo, Aías, o profeta. 19Quanto ao mais dos sucessos de Jeroboão, como guerreou, e como reinou, eis que está escrito no livro das crónicas dos reis de Israel. 20E foram os dias que Jeroboão reinou, vinte e dois anos: e dormiu com seus pais; e Nadabe, seu filho, reinou em seu lugar. 21E Roboão, filho de Salomão, reinava em Judá: de quarenta e um anos de idade era Roboão quando começou a reinar, e dezassete anos reinou em Jerusalém, na cidade que o Senhor elegera, de todas as tribos de Israel, para pôr ali o seu nome: e era o nome da sua mãe Naama, amonita. 22E fez Judá o que parecia mal aos olhos do Senhor; e o provocaram a zelo, mais do que todos os seus pais fizeram, com os seus pecados que cometeram. 23Porque, também, eles edificaram altos, e estátuas, e imagens do bosque, sobre todo o alto outeiro e debaixo de toda a árvore verde. 24Havia, também, rapazes escandalosos na terra: fizeram conforme a todas as abominações das nações que o Senhor tinha expulsado de diante dos filhos de Israel. 25Sucedeu, pois, que, no quinto ano do rei Roboão, Sisac, rei do Egipto, subiu contra Jerusalém. 26E tomou os tesouros da casa do Senhor e os tesouros da casa do rei; e ainda tomou tudo; também tomou todos os escudos de ouro que Salomão tinha feito. 27E, em lugar deles, fez o rei Roboão escudos de cobre, e os entregou nas mãos dos capitães da guarda, que guardavam a porta da casa do rei. 28E sucedeu que, quando o rei entrava na casa do Senhor, os da guarda os levavam, e os tornavam a trazer à câmara dos da guarda. 29Quanto ao mais dos sucessos de Roboão, e a tudo quanto fez, porventura não está escrito no livro das crónicas dos reis de Judá? 30E houve guerra entre Roboão e Jeroboão todos os seus dias. 31E Roboão dormiu com seus pais, e foi sepultado com seus pais, na cidade de David: e era o nome da sua mãe Naama, amonita: e Abião, seu filho, reinou em seu lugar.

will be added

X\