Cantares 3

1Durante a noite, na minha cama, procurei o amor da minha vida; procurei-o, mas não o encontrei. 2Levanto-me e percorro a cidade, procurando o amor da minha vida pelas ruas e pelas praças! Procurei-o, mas não o encontrei. 3Perguntei aos guardas que faziam a ronda na cidade: «Não viram o amor da minha vida?» 4Mal me afastei deles, encontrei o amor da minha vida. Agarrei-o e não o quero deixar; quero levá-lo para minha casa, para o quarto onde a minha mãe me concebeu. 5Eu vos peço, mulheres de Jerusalém, pelas gazelas e corças que vivem nos montes! Não despertem o meu amado, nem o perturbem, sem que ele queira. 6Que é isto que vem do deserto, avançando como colunas de fumo, como nuvens de fumo, de mirra e de incenso e de todo o género de perfumes? 7É a liteira de Salomão! Vem escoltada por sessenta soldados dos mais valentes de Israel; 8todos eles manejam a espada e são hábeis guerreiros; levam a espada à cintura, e não têm medo da escuridão da noite. 9O rei Salomão fez uma liteira de madeira do Líbano. 10Fez-lhe as colunas de prata, as costas do trono, de ouro, e o assento, de tecido de púrpura; e o interior foi decorado com carinho pelas mulheres de Jerusalém. 11Mulheres de Sião, saiam para ver o rei Salomão! Ele traz na cabeça o diadema que a sua mãe fez para o coroar no dia do casamento, que é o dia mais feliz da sua vida.

will be added

X\