Romanos 16

1Recomendo-vos a nossa irmã Febe que está ao serviço da igreja de Cêncreas. 2Recebam-na bem em nome do Senhor, como se deve fazer entre os crentes e ajudem-na em tudo aquilo de que ela precisar, pois também ela ajudou a muitos e até a mim próprio. 3As minhas saudações a Priscila e Áquila, meus companheiros de trabalho ao serviço de Jesus Cristo. 4Eles arriscaram a própria vida para salvarem a minha. Por isso estou-lhes muito grato. E não só eu, mas também todas as igrejas dos crentes vindos do paganismo. 5As minhas saudações igualmente para os crentes que se reúnem em casa deles. Saudades para o meu amigo Epéneto, que foi o primeiro na província da Ásia a ter fé em Cristo. 6Os meus cumprimentos a Maria que muito trabalhou por vós. 7Cumprimentos também a Andrónico e a Júnia, meus compatriotas e companheiros de prisão. Eles são bem conhecidos entre os apóstolos e tornaram-se fiéis de Cristo ainda antes de mim. 8Cumprimentos a Ampliato, caríssimo amigo no Senhor, 9a Urbano, nosso companheiro de trabalho ao serviço de Cristo, e ao meu amigo Estáquio. 10Saudações a Apeles, bem dedicado a Cristo, e igualmente aos da família de Aristóbulo. 11Vão também as minhas saudações para Herodião, meu compatriota, e para os da família de Narciso que crêem no Senhor. 12Saudações a Trifena e a Trifosa, que se esforçam no trabalho do Senhor, e igualmente à minha querida amiga Pérsida que muito trabalhou também. 13Saudades a Rufo, que se tem distinguido no serviço do Senhor, e igualmente à sua mãe que foi uma verdadeira mãe para mim. 14Mando igualmente cumprimentos para Assíncrito, Flegonte, Hermes, Pátrobas, Hermas e a todos os outros que estão com eles. 15Cumprimentos também para Filólogo e Júlia, Nereu e sua irmã e Olimpas e a todos os crentes que estão com eles. 16Cumprimentem-se uns aos outros com um beijo de irmãos. Todas as igrejas de Cristo vos mandam saudações. 17Recomendo-vos, meus irmãos, que tenham cautela com aqueles que provocam divisões e levantam dúvidas contra os ensinamentos que receberam. Afastem-se deles, 18pois essas pessoas não estão ao serviço de Cristo nosso Senhor, mas ao serviço do seu próprio estômago. Com as suas palavras belas e manhosas, enganam a gente simples. 19A vossa fidelidade a Cristo é conhecida em toda a parte, o que me dá muita alegria. Mas quero que sejam sábios para seguirem o bem e simples para evitarem o mal. 20O Deus da paz esmagará Satanás, em breve, debaixo dos vossos pés. Que nosso Senhor Jesus Cristo vos abençoe. 21Mandam-vos saudações Timóteo, meu companheiro de trabalho, assim como os meus compatriotas Lúcio, Jasão e Sosípatro. 22Eu, Tércio, que estou a escrever esta carta, também envio as minhas saudações em Cristo. 23Saúda-vos igualmente Gaio. Estou hospedado em casa dele e é aqui que se reúne toda a igreja. Saudações também de Erasto, que é o tesoureiro da cidade, e ainda do irmão Quarto. 24Que nosso Senhor Jesus Cristo vos abençoe a todos. Ámen. 25É Deus que vos pode tornar mais firmes na fé, de acordo com a boa nova que eu anunciei e com a mensagem de Jesus Cristo, segundo o que nos foi dado conhecer do plano divino da salvação. Esse plano, escondido desde sempre, 26foi agora manifestado por meio dos livros dos profetas conforme o mandamento do Deus eterno. E foi dado a conhecer a todas as nações, para as levar à obediência da fé. 27Glória seja dada para sempre a Deus todo-poderoso, único e sábio, por meio de Jesus Cristo. Ámen.

will be added

X\