Apocalipse 8

1Quando o Cordeiro quebrou o sétimo selo, fez-se no Céu silêncio durante cerca de meia hora. 2Depois vi os sete anjos que estão de pé diante de Deus receberem sete trombetas. 3Um outro anjo veio colocar-se diante do altar com um incensário de ouro. Deram-lhe muito incenso para o oferecer, juntamente com as orações de todos os santos, sobre o altar de ouro que se encontra diante do trono. 4E pela mão do anjo subiu diante de Deus o fumo do incenso, juntamente com as orações dos santos. 5Então o anjo pegou no incensário, encheu-o de brasas que tirou do altar e lançou-o para a Terra. Nisto houve trovões e estrondos, relâmpagos e um terramoto. 6Os sete anjos que tinham as sete trombetas prepararam-se então para as tocar. 7O primeiro anjo tocou a sua trombeta. Nisto produziram-se granizo e fogo, à mistura com sangue, que foram lançados sobre a terra. Uma terça parte da terra e de todas as árvores ficou queimada e toda a erva desapareceu. 8Depois o segundo anjo tocou a sua trombeta e uma espécie de grande montanha de fogo abrasador foi lançada ao mar. Uma terça parte do mar transformou-se em sangue, 9uma terça parte dos animais do mar morreu e uma terça parte dos navios naufragou. 10Depois o terceiro anjo tocou a sua trombeta. Uma grande estrela, que brilhava como um archote, caiu do céu. Caiu sobre uma terça parte dos rios e sobre as fontes de água. 11Essa estrela tem o nome de “Absinto”: uma terça parte da água tornou-se amarga como absinto e muita gente morreu por causa daquela água envenenada. 12Depois foi a vez de o quarto anjo tocar a sua trombeta. Uma terça parte do Sol, da Lua e das estrelas foi atingida. A sua luz perdeu uma terça parte da claridade e, por isso, uma terça parte do dia e uma terça parte da noite não tiveram luz. 13Olhei ainda e vi uma águia que voava muito alto e dizia com voz forte: «Ai! Ai! Ai dos habitantes da Terra, quando se ouvir o som das trombetas que os outros três anjos vão tocar!»

will be added

X\