Apocalipse 3

1Ao mensageiro da igreja de Sardes, escreve: «Assim fala aquele que tem os sete espíritos de Deus e as sete estrelas. Conheço bem as tuas obras. Tens fama de estar vivo, mas a verdade é que estás morto. 2Sê vigilante e fortifica os que estão prestes a morrer. Pois verifiquei que não és perfeito diante do meu Deus. 3Lembra-te portanto do que ouviste e recebeste! Guarda-o bem e arrepende-te! Se não estiveres atento, chegarei de repente como o ladrão, sem saber qual é a hora a que eu venho para te castigar. 4Mesmo assim, tens algumas pessoas em Sardes que não mancharam as vestes. Esses são dignos de se vestir de branco e de estar comigo. 5Os que vencerem hão-de vestir-se de branco, e não apagarei os seus nomes do livro da vida, mas hei-de proclamar o seu nome diante do meu Pai e dos anjos. 6Quem tem ouvidos para ouvir preste atenção àquilo que o Espírito diz às igrejas.» 7Ao mensageiro da igreja de Filadélfia, escreve: «Assim fala aquele que é santo, que é verdadeiro, que possui a chave do rei David, aquele que abre e ninguém pode fechar, aquele que fecha e ninguém pode abrir. 8Eu bem conheço as tuas obras. Abri diante de ti uma porta que ninguém pode fechar, porque embora sejas fraco, conservaste a minha doutrina e não renegaste o meu nome. 9Vou enviar-te alguns daqueles que pertencem à sinagoga de Satanás. Eles dizem que são judeus, mas não o são, pois mentem. Vou obrigá-los a ir ter contigo e a prostrar-se aos teus pés e perceberão que te amei. 10Uma vez que te mantiveste fiel ao meu pedido de perseverança, também te hei-de proteger na hora da provação que brevemente vai cair sobre toda a Humanidade para pôr à prova os habitantes da Terra. 11Eu vou chegar dentro em breve. Guarda com firmeza aquilo que adquiriste para que ninguém te possa tirar a coroa da vitória. 12Aquele que vencer há-de ser para mim como uma coluna no templo do meu Deus, de onde não pode sair mais. Hei-de escrever nele o nome do meu Deus e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém que vai descer do Céu de junto do meu Deus. Também hei-de escrever nele o nome novo que eu tenho. 13Quem tem ouvidos para ouvir preste atenção àquilo que o Espírito diz às igrejas.» 14Ao mensageiro da igreja de Laodiceia, escreve: «Assim fala o Senhor, o Ámen, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus. 15Eu conheço bem as tuas obras: não és frio nem quente. Antes fosses uma coisa ou outra! 16Mas porque és morno, nem frio nem quente, vou vomitar-te da minha boca. 17Tu dizes: “Sou rico, fiz fortuna, não tenho necessidade de nada.” Mas não te dás conta de que és desgraçado e miserável, pobre, cego e nu. 18Aconselho-te a que compres do meu ouro fino para seres rico, roupas brancas para te vestires e não te sentires envergonhado da tua nudez, e remédio para os olhos de modo a poderes ver. 19Aqueles que eu amo, corrijo-os com rigor. Sê, portanto, aplicado e arrepende-te! 20Olha que eu estou a bater à tua porta. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, eu entro em sua casa, janto com ele e ele comigo. 21Aqueles que vencerem hão-de sentar-se comigo no meu trono, tal como eu também venci e me sentei com meu Pai no seu trono. 22Quem tem ouvidos para ouvir preste atenção àquilo que o Espírito diz às igrejas.»

will be added

X\