Apocalipse 22

1O anjo mostrou-me depois o rio das águas vivas que brilhava como cristal e que saía do trono de Deus e do Cordeiro. 2No meio da praça da cidade e de cada lado do rio crescia a árvore da vida que dava frutos doze vezes por ano, em cada mês o seu fruto; e as folhas da árvore servem de remédio para toda a gente. 3E nunca mais haverá maldição de Deus. E na cidade estará o trono de Deus e do Cordeiro e os seus servos hão-de prestar-lhe culto. 4Hão-de vê-lo frente a frente e o seu nome estará gravado na fronte deles. 5Não vai haver mais noite, nem eles terão necessidade da luz da lâmpada ou do Sol porque o Senhor Deus será a sua luz e hão-de reinar para todo o sempre. 6Depois o anjo disse-me: «Estas palavras são verdadeiras e dignas de fé. O Senhor, o Deus que dá o seu Espírito aos profetas, enviou o seu anjo para mostrar aos que o servem aquilo que deve acontecer dentro em breve.» 7Jesus diz: «Eu virei dentro em breve! Felizes os que acreditam nas palavras proféticas deste livro.» 8Eu, João, é que ouvi e vi todas estas coisas. Depois de as ter ouvido e visto, caí aos pés do anjo que mas mostrava, para o adorar. 9Mas ele disse-me: «Não faças isso! Eu estou ao serviço de Deus como tu e como os teus irmãos, os profetas, e como todos os que guardam as palavras deste livro. É a Deus é que tu deves adorar.» 10Depois o anjo acrescentou: «Não guardes em segredo as palavras proféticas deste livro pois o momento da sua realização está a chegar. 11Aquele que é mau continue a fazer o mal; o que é pecador continue a pecar. Que o bom continue a ser bom e que o santo se santifique ainda mais.» 12«Mas, atenção! Eu virei muito em breve e trarei comigo a recompensa para dar a cada um segundo as suas obras. 13Eu sou o Alfa e o Ómega, o primeiro e o último, o princípio e o fim. 14Felizes os que purificam as suas vestes para terem o direito de comer o fruto da árvore da vida e de entrar pelas portas da cidade. 15Mas ficarão de fora todos os que são como cães, os feiticeiros, os imorais, os assassinos, os adoradores de falsos deuses e todos os que mentem por palavras e obras. 16Eu, Jesus, enviei o meu anjo para vos dizer tudo isto acerca das igrejas. Eu sou o rebento e o descendente da família de David. Sou a estrela brilhante da manhã.» 17O Espírito e a Esposa dizem: «Vem!» Aquele que ouve isto diga igualmente: «Vem!» Quem tiver sede que se aproxime. Quem quiser a água da vida recebe-a de graça. 18Eu, João, declaro a todos os que ouvirem as palavras proféticas deste livro: «Se alguém lhes acrescentar qualquer coisa, Deus há-de castigá-lo com os castigos descritos neste livro. 19E se alguém retirar alguma das palavras proféticas escritas neste livro, Deus lhe retirará a sua parte na árvore da vida e na cidade santa, conforme vem escrito neste livro.» 20Aquele que é testemunha de todas estas coisas diz: «Sim! Vou chegar muito em breve!» Assim seja! Vem, Senhor Jesus! 21Que as bênçãos do Senhor Jesus estejam com todos vós.

will be added

X\