Salmos 75

1Ao director do coro. Salmo e cântico da colecção de Assaf. 2A ti, ó Deus, louvamos; a ti damos louvor! Invocamos o teu nome; cantamos as tuas maravilhas. 3O SENHOR diz: «Quando eu tiver decidido julgar, julgarei com rectidão. 4Quando a terra treme, com todos os seus habitantes, sou eu quem mantém firmes as suas bases. 5Digo aos arrogantes: “Não sejam insensatos!” E aos que fazem mal: “Não sejam rebeldes!” 6Não se revoltem contra Deus, nem sejam insolentes a falar.» 7O julgamento não vem do oriente ou do ocidente, nem do deserto nem das montanhas; 8pois Deus é que é o juiz: a uns condena, a outros absolve. 9Na mão do SENHOR há um cálice cheio de vinho forte da sua ira, que ele dá a beber aos malvados da terra; e eles bebem até à última gota. 10Eu, porém, louvarei o Deus eterno; cantarei louvores ao Deus de Jacob. 11Ele destrói o poder dos maus, mas aumentará o poder dos justos.

will be added

X\