Salmos 106

1Aleluia! Dêem graças ao SENHOR, porque ele é bom, porque o seu amor é eterno. 2Quem poderá descrever as vitórias do SENHOR? Quem poderá louvá-lo como ele merece? 3Felizes os que praticam a justiça e fazem sempre o que é justo. 4Lembra-te de mim, SENHOR; pelo bem que queres ao teu povo, vem trazer-me a tua salvação. 5Para que eu veja a prosperidade dos teus escolhidos, e a minha alegria seja a alegria do teu povo, e me orgulhe dos que te pertencem. 6Caímos nos mesmos erros dos nossos antepassados; temos praticado o mal e cometido crimes. 7Os nossos antepassados, quando estavam no Egipto, não deram importância aos teus grandes feitos; esqueceram-se do teu grande amor e revoltaram-se contra ti, junto ao Mar Vermelho. 8Mas Deus salvou-os, para honra do seu nome e para dar a conhecer o seu poder. 9Repreendeu o Mar Vermelho e ele secou. Fê-los passar pelo fundo do mar como por um deserto. 10Assim os livrou daqueles que os odiavam e os resgatou do poder dos inimigos. 11As águas cobriram os seus perseguidores; nem um só deles escapou com vida. 12Acreditaram então nas promessas de Deus e cantaram-lhe louvores. 13Mas depressa esqueceram as obras de Deus e não esperaram pelos seus planos. 14Na solidão do deserto puseram Deus à prova, exigindo-lhe que cumprisse os seus desejos. 15Deus satisfez-lhes a gula, mas fê-los sentir ainda maior fraqueza. 16No acampamento, tiveram inveja de Moisés e de Aarão, a quem o SENHOR tinha consagrado. 17Abriu-se então a terra, que engoliu Datan e sepultou os sequazes de Abiram; 18desceu um fogo sobre aquela gente, que queimou todos os que praticavam o mal. 19No monte Sinai fizeram um bezerro de ouro e adoraram aquele ídolo de metal fundido; 20trocaram Deus, que era a sua glória, pela imagem de um animal que come erva. 21Esqueceram-se de Deus, seu salvador, que fizera grandes prodígios, 22maravilhas na terra do Egipto e coisas impressionantes no Mar Vermelho. 23Deus decidiu que os iria destruir. Porém Moisés, seu escolhido, intercedeu para acalmar a ira de Deus, e evitar que ele os destruísse. 24Desinteressaram-se da terra desejada e não acreditaram nas promessas de Deus. 25Dentro das suas tendas murmuravam contra o SENHOR e não obedeciam às suas ordens. 26Por isso, lhes fez um aviso solene, de que os deixaria morrer no deserto, 27de que humilharia também os seus descendentes e os dispersaria entre as nações. 28Depois em Peor, o povo de Deus adorou Baal e comeu dos sacrifícios feitos aos mortos. 29Com as suas más acções provocaram a ira de Deus, por isso a peste se espalhou entre eles. 30Surgiu então Fineias, que intercedeu, e a peste acabou. 31Esse gesto foi-lhe imputado como mérito e continuará a ser lembrado por todas as gerações. 32Indignaram-se também junto às nascentes de Meriba, e, por culpa deles, Moisés foi castigado, 33porque o irritaram de tal maneira, que Moisés proferiu palavras insensatas. 34Não destruíram os povos pagãos, como o SENHOR tinha ordenado que fizessem, 35e, em vez disso, misturaram-se com eles e aprenderam os seus costumes; 36adoraram os seus ídolos, que foram para os israelitas uma armadilha. 37Ofereciam os seus filhos e filhas em sacrifício a esses demónios. 38Derramaram o sangue inocente, sangue de seus filhos e filhas, sacrificados aos ídolos de Canaã, e assim profanaram de sangue o país. 39Assim se contaminaram com os seus actos e se perverteram com aquilo que fizeram. 40Por isso, o SENHOR ficou indignado e desgostoso com o povo que lhe pertencia. 41Entregou-os ao poder dos povos e foram dominados por aqueles que os odiavam. 42Eles foram oprimidos e humilhados pela força dos inimigos. 43Muitas vezes o SENHOR os livrou, mas eles opuseram-se aos seus planos e mergulharam cada vez mais na sua maldade. 44Contudo, o SENHOR, ao vê-los angustiados, e ao escutar os seus lamentos, 45lembrou-se do seu pacto com eles e teve pena deles, porque o seu amor é grande. 46Por isso, fez com que os seus conquistadores os tratassem com bondade. 47Salva-nos, SENHOR, nosso Deus! Reúne-nos de entre as nações, para que te dêmos graças, ó Deus santo, e sintamos alegria em te louvar. 48Bendito seja o SENHOR, Deus de Israel, por toda a eternidade! Que todos digam: « Ámen!» Aleluia!

will be added

X\