Provérbios 31

1Ditos do rei Lemuel, de Massá, que recebeu da parte de sua mãe: 2«Escuta-me bem, meu filho, fruto do meu ventre, filho que pedi nas minhas preces. 3Não gastes com mulheres a tua força e vigor, pois por causa delas se perdem reis. 4Não está bem, Lemuel, que reis e governantes bebam vinho e bebidas fortes; 5o beber pode levá-los a esquecer a lei e a trair os direitos de todos os infelizes. 6Dá as bebidas fortes àqueles que desfalecem e o vinho aos que têm o coração amargurado, 7para que, bebendo, possam esquecer a sua fraqueza e a sua infelicidade. 8Faz ouvir a tua voz para defender os que não podem falar e os desventurados. 9Faz ouvir a tua voz em seu favor e faz justiça aos pobres e miseráveis.» 10Mulher exemplar não é fácil de encontrar; ela vale muito mais que as jóias! 11O seu marido confia inteiramente nela, não lhe faltando com nada. 12Ela só lhe dá satisfação e nunca desgostos, todos os dias da sua vida. 13Ela procura lã e linho e trabalha de boa vontade com as suas mãos. 14Tal como um navio mercante, ela traz as suas provisões de muito longe. 15Levanta-se antes de romper o dia, prepara de comer para a família e distribui as tarefas pelas suas criadas. 16Examina um terreno e compra-o e planta uma vinha com o produto do trabalho. 17Põe-se ao trabalho com toda a energia; os seus braços nunca estão parados. 18Vigia bem os seus negócios; durante a noite, a sua lâmpada mantém-se acesa. 19As suas mãos trabalham com a roca de fiar e os seus dedos, com o fuso. 20Estende a mão segura aos infelizes e é generosa para com os pobres. 21Não receia a neve para os seus familiares, porque todos eles trazem roupa suficiente. 22Ela faz as suas próprias mantas e os tecidos de linho e púrpura com que se veste. 23O seu marido é conhecido e considerado na assembleia, quando toma assento no conselho dos anciãos da terra. 24Ela faz tecidos de linho fino para vender e fornece cintos aos mercadores. 25Reveste-se de força e dignidade e sorri a pensar no futuro. 26Fala sempre com sabedoria e dá conselhos com bondade. 27Vigia tudo o que se passa na sua casa e não prova o pão da ociosidade. 28Os seus filhos levantam-se para a felicitar e o seu marido, para a elogiar: 29«Muitas mulheres foram exemplares, mas tu és a melhor de todas.» 30Encantos são enganos e beleza é ilusão, mas uma mulher que respeita o SENHOR é digna de elogio. 31Recompensem-na com o fruto das suas mãos e louvem-na diante da assembleia pelo seu trabalho.

will be added

X\