Provérbios 12

1Aquele que quer aprender gosta que o corrijam; o que detesta a repreensão fica ignorante. 2O SENHOR aprova o homem de bem, mas condena o de más intenções. 3O mal não é base firme para ninguém; mas nada fará cair o homem justo. 4A mulher virtuosa faz do marido um rei; mas a indigna é uma doença que lhe corrói os ossos. 5Os pensamentos dos justos são rectos, os planos dos perversos são enganosos. 6As palavras dos perversos são ciladas mortais, mas a palavra dos justos livra-os da morte. 7Os perversos cairão e deixarão de existir, mas a família dos justos permanecerá firme. 8Pela sua prudência, o homem será louvado; o insensato será desprezado. 9Mais vale ser humilde e ter quem o sirva do que ser arrogante e não ter que comer. 10O justo cuida até das necessidades do seu gado, mas o malfeitor só respira crueldade. 11Quem cultiva a sua terra tem pão em abundância; quem persegue futilidades é um insensato. 12A cobiça é uma armadilha para os maus, mas os justos ganham raízes firmes. 13O perverso cai na armadilha das suas palavras; o justo consegue livrar-se das dificuldades. 14Cada um recolhe o fruto daquilo que diz e recebe a recompensa daquilo que faz. 15O insensato pensa que tudo o que faz está certo, mas o sábio ouve os conselhos. 16O insensato mostra logo a sua ira; o homem prudente encobre a ofensa. 17Quem é pela verdade proclama a justiça; a testemunha desonesta está ao serviço da mentira. 18As palavras do charlatão são espadas que ferem; as palavras do homem sábio trazem remédio. 19Uma afirmação verdadeira vale para sempre; as mentiras só duram um instante. 20Nos planos dos maus só há falsidade, mas, nos dos homens de paz, há alegria. 21Nenhum mal acontece aos homens honestos; os perversos ficarão cobertos de ruína. 22O SENHOR detesta os mentirosos; mas os que vivem com sinceridade são do seu agrado. 23O homem sensato não faz alarde do seu saber; os tolos exibem a sua estupidez. 24O homem diligente dominará; o preguiçoso será dominado. 25A preocupação deprime o coração do homem, mas uma boa palavra dá-lhe alegria. 26O justo serve de guia ao seu próximo; os perversos erram sempre no seu caminho. 27O preguiçoso não consegue caça para assar; o diligente apodera-se da riqueza do monte! 28A vida encontra-se onde se pratica a justiça. Seguindo este caminho não se encontra a morte.

will be added

X\