Números 32

1As tribos de Rúben e Gad tinham muito gado. Vendo que a região de Jazer e a de Guilead eram excelentes para a criação de gado, 2foram ter com Moisés, com o sacerdote Eleazar e com os chefes da comunidade e disseram-lhes: 3«As regiões de Atarot, Dibon, Jazer, Nimerá, Hesbon, Elalé, Sebam, Nebo e Beon, 4que o SENHOR conquistou a favor da comunidade dos israelitas, são regiões boas para gado. E nós, teus servos, temos muitos animais! 5Faz-nos um favor! Que esta terra fique a ser nossa propriedade e já não teremos de atravessar o Jordão.» 6Moisés respondeu aos descendentes de Rúben e Gad: «Então os vossos irmãos vão para a guerra e vocês ficam aqui? 7Por que é que hão-de desanimar os outros israelitas, para não entrarem na terra que o SENHOR lhes vai dar? 8Isso foi o que fizeram os vossos antepassados, quando os mandei de Cadés Barneia a explorar o país: 9foram até ao vale de Escol, viram a terra e, depois, foram desanimar os israelitas, para eles não entrarem na terra que o SENHOR lhes vai dar. 10Naquele dia, o SENHOR ficou muito indignado e jurou 11que os homens que saíram do Egipto com mais de vinte anos de idade não chegariam a ver a terra que ele tinha prometido a Abraão, a Isaac e a Jacob, porque o povo não lhe foi fiel. 12Somente Caleb, filho de Jefuné, descendente de Quenaz, e ainda Josué, filho de Nun, fizeram excepção, porque lhe foram inteiramente fiéis. 13O SENHOR ficou muito irado com os israelitas e obrigou-os a vaguear pelo deserto, durante quarenta anos, até ter desaparecido toda aquela geração, que tinha desagradado ao SENHOR. 14E agora querem mostrar que pertencem à raça de homens pecadores que foram os vossos pais, fazendo com que o SENHOR fique ainda mais indignado contra os israelitas? 15Se se afastarem dele, ele vai deixar-vos ficar mais uma vez no deserto e vocês serão os culpados da destruição deste povo.» 16Eles aproximaram-se mais de Moisés e disseram: «Só queremos construir aqui currais para os nossos rebanhos e cidades para os nossos filhos. 17Depois iremos armados à frente dos israelitas, lutando até os ajudarmos a instalar-se no seu lugar, enquanto os nossos filhos ficam seguros em cidades fortificadas, a salvo dos que vivem nesta região. 18Nós não voltaremos para nossas casas, enquanto cada israelita não tiver ocupado a propriedade que lhe é destinada. 19E não queremos para nós nenhuma propriedade a ocidente do Jordão, pois a nossa propriedade já está em nosso poder, a oriente do Jordão.» 20Moisés respondeu-lhes: «Se assim fizerem, se forem armados à frente dos vossos irmãos, para a batalha, 21se todos os vossos homens de armas atravessarem o Jordão, à frente do SENHOR, até que ele afaste todos os seus inimigos da sua frente 22e o país tenha sido conquistado para o SENHOR, então poderão voltar, pois já não estarão em obrigação para com o SENHOR nem para com os israelitas. Esta terra será então vossa propriedade, com a aprovação do SENHOR. 23Mas se não fizerem assim, fiquem a saber que cometem um pecado contra o SENHOR e que algum dia terão de pagar por esse pecado. 24Portanto, construam cidades para os vossos filhos e currais para os vossos gados e cumpram com a vossa promessa.» 25Os descendentes de Rúben e de Gad responderam a Moisés: «Nós somos teus servos e queremos fazer como nos mandas; 26as nossas crianças, as nossas mulheres e os nossos animais e gados ficarão aqui nas cidades de Guilead 27e todos os nossos homens armados irão para a batalha, às ordens do SENHOR, tal como nos ordenaste.» 28Moisés deu as seguintes instruções a respeito deles ao sacerdote Eleazar e a Josué, filho de Nun, e aos chefes de clã das tribos israelitas: 29«Se os descendentes de Gad e de Rúben passarem convosco o rio Jordão armados, para lutar às ordens do SENHOR, e conseguirem conquistar aquela terra, devem dar-lhes a terra de Guilead como propriedade. 30Mas se eles não forem convosco armados, então têm que ficar com uma propriedade ao vosso lado, na terra de Canaã.» 31Os descendentes de Gad e de Rúben responderam: «Faremos o que o SENHOR nos mandou. 32Vamos passar armados para a terra de Canaã, às ordens do SENHOR, e ficaremos com a nossa propriedade a oriente do Jordão.» 33Moisés entregou aos descendentes de Gad e de Rúben e a metade da tribo de Manassés, filho de José, os territórios de Seon, rei dos amorreus, e de Og, rei de Basã, com todas as suas cidades e povoações e os campos que as rodeavam. 34Os descendentes de Gad e de Rúben reconstruíram Dibon, Atarot, Aroer, 35Atarot-Chofan, Jazer, Jogboa, 36Bet-Nimerá, Bet-Haran; fizeram delas cidades fortificadas e construíram currais para os rebanhos. 37Os descendentes de Rúben reconstruíram Hesbon, Elalé, Quiriataim, 38Nebo, Baal-Meon e Sibma e puseram nomes novos às povoações que reconstruíram. 39Os descendentes de Maquir, filho de Manassés, foram conquistar Guilead e apoderaram-se dela, expulsando os amorreus que lá viviam. 40Moisés entregou Guilead aos descendentes de Maquir, filho de Manassés, e este estabeleceu-se ali. 41Os descendentes de Jair, filho de Manassés, apoderaram-se de algumas aldeias dos amorreus, que ficaram a chamar-se, desde então, Aldeias de Jair. 42Noba apoderou-se de Quenat e das povoações à sua volta e pôs-lhe o seu próprio nome, Noba.

will be added

X\