Números 19

1O SENHOR deu a Moisés e a Aarão 2as seguintes leis e preceitos: «Ordena da minha parte aos israelitas que te tragam uma vaca vermelha que não apresente absolutamente nenhum defeito e que ainda não tenha usado a canga. 3Entreguem-na ao sacerdote Eleazar; e ele leva-a para fora do acampamento e manda-a degolar na sua presença. 4Com um dedo molhado no sangue da vaca, Eleazar fará sete vezes a aspersão em direcção da tenda do encontro. 5Mandará queimar a vaca na sua presença, fazendo arder a pele, a carne, o sangue e os intestinos. 6Depois o sacerdote pega em ramos de cedro e de hissopo e num pano de púrpura e atira-os ao fogo, onde arde a vaca. 7A seguir o sacerdote lava as suas roupas, toma o banho ritual e voltará para o acampamento, mas ficará impuro durante todo o dia. 8Aquele que esteve a queimar a vaca deve também lavar as suas roupas e tomar o banho ritual, mas ficará impuro, durante todo aquele dia. 9Um homem ritualmente puro juntará as cinzas da vaca e irá colocá-las num lugar puro, fora do acampamento. A comunidade dos israelitas deve conservar estas cinzas para preparar a água da purificação, que equivale a um sacrifício pelo pecado. 10Aquele que foi juntar as cinzas da vaca deve lavar as suas roupas, mas permanecerá impuro, durante todo aquele dia. Este ritual será válido para sempre, tanto para os israelitas como para os estrangeiros que viverem no meio deles. 11Quem tocar no cadáver duma pessoa fica impuro, durante sete dias. 12No terceiro e no sétimo dias, deve aspergir-se com a água da purificação e então ficará puro. Se não fizer essa aspersão no terceiro e no sétimo dia, não ficará puro. 13Aquele que tiver tocado no cadáver duma pessoa e não se tiver purificado, profana o santuário do SENHOR e deve ser expulso da comunidade dos israelitas. Uma vez que não se aspergiu com a água da purificação, continuará impuro e a impureza continua a pesar sobre ele. 14Quando alguém morrer numa tenda, a lei é esta: todos os que entram nessa tenda e todos os que lá se encontram ficam impuros, durante sete dias. 15Qualquer recipiente aberto, que não esteja tapado, fica impuro. 16Aquele que, no campo, tocar no cadáver dum homem assassinado ou morto doutra maneira, ou ainda em ossadas humanas, ou numa sepultura, ficará impuro, durante sete dias. 17Para purificar um homem impuro, coloca-se num recipiente um pouco das cinzas da vaca queimada e sobre elas põe-se água corrente. 18Em seguida, um homem que esteja ritualmente puro mergulhará o hissopo nessa água e aspergirá a tenda, os recipientes e todas as pessoas que lá se encontram. Aspergirá igualmente aquele que tiver tocado num esqueleto, no cadáver dum assassinado, de alguém que morreu de morte natural ou num sepulcro. 19Esta aspersão dum homem impuro, feita por um que esteja ritualmente puro, deve ser feita no terceiro e no sétimo dia. Depois da aspersão do sétimo dia, ele deve lavar as suas roupas e tomar o banho ritual e, no fim daquele dia, fica puro. 20O homem impuro que se não tiver purificado deve ser expulso do povo de Israel, pois profanou o santuário do SENHOR. Não se purificou com a água da purificação, portanto continua impuro. 21É uma lei perpétua para os israelitas. Aquele que tiver feito a aspersão com a água da purificação deve lavar as suas roupas. E aquele que tocar nas águas da purificação ficará impuro, durante todo aquele dia. 22Tudo o que um homem impuro tocar fica também impuro e quem tocar num homem impuro fica igualmente impuro, durante todo aquele dia.»

will be added

X\