Lucas 21

1Jesus observava os ricos a deitarem dinheiro na caixa das ofertas do templo. 2Viu também uma viúva muito pobre que lá deitou duas moedas com pouco valor. 3Jesus disse: «Garanto-vos que esta pobre viúva deitou na caixa mais do que todos os outros. 4É que eles deram do que lhes sobejava, mas ela, na sua pobreza, deu tudo o que tinha para viver.» 5Estavam ali alguns a dizer que o templo era muito belo, com as suas pedras formosas, bem trabalhadas, e com as ofertas que o adornavam. 6«Lá virá o dia», afirmou Jesus, «em que tudo isto que aqui vêem será deitado abaixo. Nem uma só destas pedras ficará no lugar.» 7Perguntaram-lhe então: «Mestre, quando será isso e qual vai ser o sinal de que todas essas coisas estão para acontecer?» 8Ele respondeu: «Tenham cuidado e não se deixem enganar por ninguém! Virão muitos em meu nome a dizer: “Sou eu o Messias, está a chegar a hora!” Não vão atrás deles! 9E quando ouvirem dizer que há guerras e revoluções, não tenham medo. Estas coisas têm de acontecer primeiro, mas não quer dizer que já seja o fim.» 10E continuou: «As nações hão-de entrar em luta umas com as outras e os países vão atacar-se uns aos outros. 11Haverá grandes terramotos, fomes e pestes em muitos lugares, hão-de ver-se coisas espantosas e do céu virão grandes sinais. 12Mas antes de tudo isso, vocês serão presos e perseguidos, levados a julgamento nas sinagogas e lançados na prisão. Vão ter que comparecer diante de reis e governadores, por minha causa, 13e terão assim oportunidade para dar testemunho de mim. 14No entanto, convençam-se que não é preciso preocuparem-se com a própria defesa, 15porque eu vos darei palavras e sabedoria a que nenhum dos vossos inimigos poderá resistir, nem será capaz de contradizer. 16Serão atraiçoados pelos próprios pais, irmãos, parentes e amigos. E alguns serão mesmo levados à morte. 17Vão ser odiados por toda a gente por minha causa, 18mas nem um só cabelo das vossas cabeças se irá perder. 19Mantenham-se firmes até ao fim e serão salvos.» 20«Quando virem Jerusalém cercada por exércitos, ficarão a saber que não tardará a ser destruída. 21Nessa altura, aqueles que estiverem na Judeia devem fugir para os montes. Os que estiverem dentro da cidade devem sair dela e os que estiverem nos campos não devem entrar nela, 22porque serão esses os dias de castigo em que se há-de cumprir tudo o que diz a Escritura. 23Ai das mulheres que estiverem grávidas nessa altura e das que andarem a amamentar crianças, pois haverá grande miséria no país e este povo será muito castigado. 24Muitos serão mortos à espada e outros serão levados prisioneiros para todos os países. E Jerusalém será calcada aos pés pelos estrangeiros, até que termine o tempo deles.» 25E disse mais: «Haverá sinais no Sol, na Lua e nas estrelas, e todas as nações da Terra ficarão aflitas e assustadas com o terrível bramido do mar agitado. 26Haverá quem desfaleça com medo do que vai acontecer em toda a Terra, porque as forças do espaço serão abaladas. 27Verão então o Filho do Homem chegar numa nuvem com grande poder e glória. 28Quando estas coisas começarem a acontecer, animem-se e levantem a cabeça porque já estará próxima a vossa salvação.» 29Jesus apresentou-lhes depois outra parábola: «Reparem na figueira e em todas as outras árvores. 30Quando as suas folhas começam a aparecer, vê-se logo que o Verão se aproxima. 31Do mesmo modo, quando virem acontecer estas coisas, fiquem sabendo que o reino de Deus está perto. 32Garanto-vos que tudo isso há-de acontecer antes de desaparecer a gente deste tempo. 33Desaparecerão os Céus e a Terra, mas as minhas palavras não desaparecem!» 34«Tenham muito cuidado! Não se deixem cair nos exageros do comer e do beber, nem se deixem absorver pelos muitos cuidados desta vida! Não vá acontecer que aquele dia vos apanhe de surpresa, 35pois ele virá como uma armadilha, sobre todos os habitantes da Terra. 36Estejam bem atentos e peçam sempre a Deus para que possam escapar a todas estas coisas que vão acontecer e para que possam apresentar-se firmes diante do Filho do Homem.» 37Jesus passava os dias a ensinar no templo e ao cair da noite saía para ir descansar no Monte das Oliveiras. 38Toda a gente ia ter com ele ao templo logo de manhã para o ouvir.

will be added

X\