Levítico 8

1O SENHOR disse a Moisés: 2«Manda ir Aarão e os seus filhos à entrada da tenda do encontro e leva contigo as vestes sacerdotais e o óleo da consagração, o touro para o sacrifício pelo pecado, os dois carneiros e o cesto de pães sem fermento. 3Manda também convocar toda a assembleia, para que se reúna à entrada da tenda do encontro.» 4Moisés fez o que o SENHOR lhe tinha ordenado: convocou a assembleia à entrada da tenda do encontro 5e comunicou à assembleia aquilo que o SENHOR lhe tinha mandado fazer. 6Depois pediu a Aarão e aos seus filhos que se aproximassem e mandou-os tomar o banho ritual. 7Depois vestiu-o com a túnica sacerdotal, segurou-lha com o cinto, cobriu-o com o manto e colocou por cima a insígnia de oráculo, segurando-a por detrás com o cordão. 8Colocou-lhe ao peito o peitoral e pôs nele os urim e os tumim. 9Na cabeça colocou-lhe o turbante e na parte da frente do turbante colocou a flor de ouro, tal como o SENHOR tinha mandado a Moisés. 10Moisés agarrou no óleo de unção, a fim de consagrar a morada santa e tudo o que nela havia e tudo ficou consagrado a Deus. 11Salpicou o altar sete vezes com o óleo e consagrou-o com todos os seus utensílios, bem como a bacia para as purificações e a sua base, ficando tudo consagrado a Deus. 12Depois derramou o óleo da consagração sobre a cabeça de Aarão e ele ficou consagrado a Deus. 13Moisés mandou então que os filhos de Aarão se aproximassem; vestiu-lhes as túnicas, segurando-lhas com o cinto, e pôs-lhes as tiaras, tal como o SENHOR lhe tinha ordenado. 14Moisés mandou que apresentassem o touro destinado ao sacrifício pelo pecado; Aarão e os seus filhos colocaram as mãos sobre a cabeça do touro destinado ao sacrifício. 15Moisés degolou-o e com o dedo molhou de sangue os cantos salientes à volta do altar, para o purificar. E derramou o resto do sangue junto do altar e consagrou-o para que junto dele se pudesse fazer o ritual da expiação. 16Depois Moisés queimou sobre o altar a gordura da barriga do animal, a membrana do fígado e os dois rins com a gordura que os envolve. 17O resto do touro, a pele, a carne e os intestinos deitou-os ao fogo, fora do acampamento, tal como o SENHOR lhe tinha ordenado. 18Moisés mandou então que apresentassem o carneiro para o holocausto e Aarão e os seus filhos colocaram as mãos sobre a cabeça do carneiro. 19Moisés degolou-o e aspergiu com o sangue a toda a volta do altar. 20Cortou o carneiro nas porções devidas e queimou sobre o altar a cabeça, as várias porções e a gordura. 21Depois de ter lavado as vísceras e as patas, Moisés queimou-as igualmente no altar, como todo o carneiro. Era um holocausto oferecido em honra do SENHOR e completamente do seu agrado, tal como o SENHOR lhe tinha ordenado. 22Moisés mandou então que apresentassem o segundo carneiro para o sacrifício de consagração sacerdotal e Aarão com os seus filhos colocaram as mãos sobre a cabeça do carneiro. 23Moisés degolou-o e com um pouco do seu sangue tocou no lóbulo da orelha direita de Aarão e nos dedos polegares da mão e do pé direitos. 24Mandou que os filhos de Aarão se aproximassem e tocou igualmente com o sangue no lóbulo da orelha direita deles e nos polegares da mão e do pé direitos de cada um deles e, com o sangue, aspergiu a toda a volta do altar. 25Depois pegou na gordura, na cauda, na gordura da barriga, na membrana do fígado com os dois rins e a gordura que os envolve e na coxa direita. 26Do cesto dos pães sem fermento, que estava diante do SENHOR, tirou uma torta sem fermento, uma torta de pão com azeite e um bolo e colocou-os sobre as gorduras e sobre a coxa direita. 27Pôs tudo nas mãos de Aarão e dos seus filhos para eles fazerem o gesto ritual de apresentação diante do SENHOR. 28Em seguida, Moisés agarrou de novo aquelas porções da vítima e queimou-as sobre o altar dos holocaustos. Foi um sacrifício de consagração oferecido em honra do SENHOR e completamente do seu agrado. 29Depois Moisés pegou na porção do peito e fez com ela o gesto ritual de apresentação diante do SENHOR. O peito do carneiro oferecido no sacrifício de consagração ficou para Moisés, tal como o SENHOR tinha ordenado. 30Servindo-se ainda do óleo de consagração e do sangue que estava sobre o altar, Moisés aspergiu Aarão e suas vestes sacerdotais, e também seus filhos com suas vestes sacerdotais. E assim Moisés consagrou Aarão e os seus filhos, bem como as respectivas vestes sacerdotais. 31Moisés disse a Aarão e aos seus filhos: «Cozam a carne à entrada da tenda do encontro e lá mesmo a devem comer, com o pão que está no cesto de ofertas da consagração, porque Deus me ordenou que Aarão e os seus descendentes é que devem comer essa porção. 32O que sobrar da carne e do pão devem deitá-lo ao fogo. 33E, durante sete dias, não se afastem da tenda do encontro, porque só ao fim de sete dias é que está concluída a cerimónia da vossa consagração sacerdotal. 34Foi o SENHOR que mandou o que agora acabámos de fazer, como ritual de expiação pelos vossos pecados. 35Fiquem, portanto, à porta da tenda do encontro, dia e noite, durante estes sete dias. Devem cumprir estas prescrições do SENHOR, se não querem morrer. Foram as ordens que recebi.» 36Aarão e os seus filhos cumpriram tudo o que o SENHOR tinha ordenado por meio de Moisés.

will be added

X\