Levítico 6

1O SENHOR disse a Moisés 2que comunicasse a Aarão e aos seus filhos as seguintes ordens: «Estas são as normas para os holocaustos. O holocausto deve arder sobre o altar durante toda a noite até de manhã, sem nunca se deixar apagar o fogo. 3O sacerdote, vestido de calções de linho e de túnica igualmente de linho, vai retirar as cinzas que o fogo, ao queimar o holocausto deixou sobre o altar, e deixa-as ao lado do altar. 4E depois de ter trocado de roupa, vai levar as cinzas para fora do acampamento, deitando-as num lugar ritualmente puro. 5O fogo deve estar a arder continuamente sobre o altar, sem nunca se apagar. Todas as manhãs o sacerdote deve-o ir avivando, pondo-lhe mais lenha; colocará em cima os animais oferecidos em holocausto e queimará as gorduras dos que foram oferecidos em sacrifício de comunhão. 6Este fogo deve arder continuamente sobre o altar, sem nunca se apagar. 7Estas são as normas para as ofertas de cereais. Os descendentes de Aarão é que devem apresentar essas ofertas diante do SENHOR, diante do altar, no santuário do SENHOR. 8Tirando uma mão-cheia da farinha oferecida com azeite e todo o incenso que deve acompanhar a oferta, o sacerdote queima-os sobre o altar. É a parte que serve de memorial e que é do agrado do SENHOR. 9O resto da oferta será para Aarão e para os seus descendentes comerem. Mas devem comê-la sem fermento e em lugar sagrado, dentro do recinto da tenda do encontro. 10Não a devem cozer com fermento, porque é a parte que eu lhes dou das ofertas destinadas a mim e é uma das coisas mais sagradas, como o sacrifício pelo pecado ou o sacrifício de reparação. 11E mesmo dentre os descendentes de Aarão, só os homens é que a podem comer. É a parte que vos cabe para sempre nas ofertas destinadas ao SENHOR. Qualquer outra pessoa que nelas tocar sofrerá as consequências.» 12O SENHOR disse a Moisés: 13«No dia da sua consagração, Aarão e os seus descendentes devem fazer esta oferta: três litros da melhor farinha como oferta diária, metade pela manhã e metade à tarde. 14Deve ser amassada em azeite e cozida sobre a chapa; e depois de partida em bocados, será apresentada ao SENHOR como oferta que é do seu agrado. 15A mesma coisa deve fazer o sacerdote que for consagrado para lhe suceder. Trata-se duma lei válida para sempre. Esta oferta deve ser inteiramente queimada sobre o altar. 16Qualquer oferta feita por um sacerdote tem de ser inteiramente queimada; nada pode ficar para ser comido.» 17O SENHOR disse a Moisés 18que comunicasse a Aarão e aos seus descendentes as seguintes ordens: «Estas são as normas para o sacrifício pelo pecado. O animal oferecido em sacrifício pelo pecado deve ser degolado no mesmo sítio em que é degolado aquele que é oferecido em holocausto. Trata-se duma das coisas mais sagradas. 19E o sacerdote que a oferece não pode comer dela senão no lugar sagrado, dentro do recinto da tenda do encontro. 20Seja quem for que tocar na carne dessa vítima sofrerá as consequências. E se do seu sangue salpicar para a roupa de alguém, essa pessoa terá de lavar a sua roupa em lugar sagrado. 21A panela em que essa carne for cozida, se é de barro, deve ser quebrada e, se é de bronze, deve ser bem esfregada e lavada. 22Somente os homens da família dos sacerdotes podem comer dela, porque é uma das coisas mais sagradas. 23Mas o animal, cujo sangue teve de ser levado para dentro da tenda do encontro, para se fazer no santuário expiação pelo pecado, não pode ser comido; tem de ser deitado ao fogo.»

will be added

X\