Levítico 20

1O SENHOR disse a Moisés 2que comunicasse aos israelitas as seguintes ordens: «Se alguém, israelita ou estrangeiro, residente no país, entregar um filho seu em sacrifício a Moloc, tem de morrer. Os habitantes do país devem apedrejá-lo até à morte. 3Eu hei-de virar-me contra esse homem e hei-de expulsá-lo do meio do seu povo, porque ofereceu um filho seu ao deus Moloc, tornando impuro o meu santuário e profanando o meu nome santo. 4Mas se os habitantes do país fecharem os olhos para o crime que aquele homem cometeu, entregando um filho seu ao deus Moloc, e não quiserem condená-lo à morte, 5eu mesmo me hei-de virar contra ele e contra a sua família e hei-de expulsar do meio do seu povo a ele e a todos os que com ele me foram infiéis, e se voltaram para Moloc. 6E quem se voltar para os espíritos e adivinhos, mostrando-se infiel, eu viro-me contra ele e expulso-o do meio do seu povo. 7Comportem-se sempre como pessoas santas, porque eu sou o SENHOR, vosso Deus. 8Ponham em prática as minhas leis! Eu sou o SENHOR que faço de vós um povo santo! 9Se um homem amaldiçoa o seu pai ou a sua mãe, deve ser morto. Amaldiçoou pai e mãe, merece ser condenado à morte. 10Se um homem comete adultério com a mulher de outro, tanto ele como ela devem ser condenados à morte. 11Se um homem dormir com a mulher do seu pai, desonra o seu próprio pai. Ambos serão mortos, porque mereceram ser condenados à morte. 12Se um homem dormir com a sua nora, ambos serão mortos. Cometeram uma infâmia e mereceram ser condenados à morte. 13Se um homem tiver relações homossexuais com outro homem, ambos fazem uma coisa abominável e devem ser mortos, porque são merecedores disso. 14Se um homem casa com uma mulher e com a mãe da mesma, comete uma imoralidade. Tanto ele como elas devem ser atirados ao fogo, para se acabar com essa imoralidade no vosso meio. 15Se um homem tiver relações sexuais com um animal, deve ser condenado à morte e o animal deve ser também morto. 16Se uma mulher tiver relações sexuais com um animal, devem matar a mulher e o animal. Eles mesmos mereceram ser condenados à morte. 17Se um homem casar com a sua meia-irmã, por parte do pai ou por parte da mãe, e ambos tiverem relações sexuais, praticam uma coisa vergonhosa; devem ser expulsos do seu povo, à vista de todos. Desonrou a sua irmã; tem de sofrer as consequências. 18Se um homem dorme com uma mulher durante o período menstrual, ambos são responsáveis por desrespeitarem a sua perda de sangue e devem ser expulsos do seu povo. 19Não deves ter relações sexuais com uma irmã do teu pai ou da tua mãe, porque são tuas parentes próximas e ambos têm que sofrer as consequências. 20Se um homem dormir com a sua tia, desonra o seu próprio tio. Têm de sofrer as consequências desse pecado e morrerão sem filhos. 21Se um homem casar com a mulher do seu irmão, pratica uma acção repugnante e morrerão sem filhos, porque esse homem desonrou o seu próprio irmão. 22Procurem pôr em prática as minhas leis e decretos, para que a terra à qual eu vos vou conduzir, para nela habitarem, não tenha de vos vomitar de lá para fora. 23E não sigam as leis dos povos que eu vou expulsar da vossa frente; eles faziam todas essas coisas e por isso me causam repugnância. 24Por isso, eu vos dizia: “Tomarão posse da sua terra; eu vou dar-vos em herança essa terra onde corre leite e mel.” Eu sou o SENHOR, vosso Deus, aquele que vos distinguiu dos outros povos. 25Saibam também diferenciar entre animais puros e impuros, aves puras e impuras e não se deixem contaminar pela imundície de animais, aves ou qualquer bicho que vos ensinei a distinguir como impuro. 26Comportem-se para comigo como santos, porque eu, o SENHOR, sou santo! E eu distingui-vos especialmente entre todos os povos para serem meus. 27Se um homem ou uma mulher se dedicarem a consultar os espíritos ou praticarem adivinhação, serão condenados à morte por apedrejamento. É a sentença que eles merecem.»

will be added

X\