João 15

1«Eu sou a videira verdadeira e o meu Pai é quem trata da vinha. 2Ele corta todos os ramos que em mim não dão fruto, e limpa os que dão fruto, para que dêem ainda mais. 3Vocês já estão limpos pelo ensino que eu vos deixei. 4Permaneçam em mim, que eu permaneço em vós. Um ramo não pode dar fruto por si só, se não estiver unido à videira. Por isso, não podem dar fruto se não estiverem unidos a mim. 5Eu sou a videira e vós os ramos. Aquele que estiver unido comigo dá muito fruto porque sem mim nada podem fazer. 6Todo aquele que não estiver unido a mim, é lançado fora como um ramo e seca. Tais ramos são enfeixados e lançados ao fogo para arderem. 7Se continuarem unidos a mim e não esquecerem as minhas palavras, hão-de receber tudo quanto pedirem. 8Nisto consiste a glória de meu Pai: que dêem muito fruto e que se comportem como meus discípulos. 9Eu tenho-vos amor como o Pai me tem a mim. Continuem sempre unidos no meu amor! 10Se observarem os meus mandamentos, como eu observo os do meu Pai, permanecereis no meu amor como eu no do meu Pai. 11Falo-vos desta maneira para que se alegrem comigo e para que tenham uma alegria perfeita. 12O meu mandamento é este: amem-se uns aos outros como eu sempre vos amei. 13Não há maior amor do que dar a vida por aqueles a quem se ama. 14Se fizerem aquilo que eu vos mando, serão meus amigos. 15Agora já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor. Chamo-vos amigos, porque vos dei a conhecer tudo quanto aprendi de meu Pai. 16Não foram vocês que me escolheram, mas sim eu que vos escolhi e enviei para produzirem muito fruto; não um fruto passageiro, mas um fruto que dure para sempre. Desta maneira, o Pai vos há-de dar tudo quanto lhe pedirem em meu nome. 17E recomendo-vos isto: amem-se uns aos outros.» 18«Se o mundo vos tem ódio, fiquem a saber que me odiou primeiro a mim. 19Se pertencessem ao mundo, ele havia de vos estimar como filhos. Mas como foram escolhidos por mim, o mundo tem-vos ódio, porque já não pertencem ao mundo. 20Lembrem-se daquilo que vos disse: nenhum servo é maior que o seu senhor. Se a mim me perseguiram, também vos hão-de perseguir. E se eles fizeram tão pouco caso da minha palavra, o mesmo vai acontecer convosco. 21Tudo isto vos há-de suceder por minha causa, porque eles não conhecem aquele que me enviou. 22Eles não teriam culpa nenhuma se eu não tivesse vindo falar-lhes. Assim não têm qualquer desculpa. 23Quem me odeia, odeia também o meu Pai. 24Não eram culpados, se eu não tivesse feito no meio deles coisas que nenhum outro fez. A verdade é que eles viram isso e, mesmo assim, odiaram-me tanto a mim como ao meu Pai. 25Mas assim tinha de ser para que se cumprisse o que está escrito na sua lei: Eles odiaram-me sem qualquer motivo. 26Quando vier o Defensor que vos hei-de enviar de junto do Pai, o Espírito de verdade que procede do Pai, há-de dar testemunho acerca de mim. 27Também vocês hão-de dar testemunho de mim, porque estão comigo desde o princípio.

will be added

X\