Job 35

1Eliú continuou: 2«Achas razoável dizeres: “Eu tenho razão contra Deus” 3e acrescentares ainda: “Que interesse tem para ti e que mal me vem a mim do meu pecado?” 4Pois eu quero dar-te a resposta, a ti e aos teus companheiros. 5Olha com atenção para os céus; vê como as nuvens estão longe de ti. 6Se cometeste pecados, nenhum mal fazes a Deus; se multiplicas os teus crimes, nenhum prejuízo lhe causas. 7Se foste honesto, o que é que lhe podes dar? Ou o que pode ele obter da tua mão? 8Só a um homem como tu afecta a tua maldade; só a ti, mortal, afecta a tua justiça. 9Sob o peso da opressão, as pessoas lamentam-se e gritam por socorro contra os poderosos. 10Mas ninguém pergunta: “Onde está Deus, que me criou, que, durante a noite, nos restaura as forças, 11que nos ensina por meio dos animais do campo e nos dá sabedoria pelas aves do céu?” 12Alguns gritam e ele não responde, diante da insolência dos maus. 13Pois Deus não dá ouvidos a quem não merece, o Todo-Poderoso não faz caso deles. 14Tu dizes que não o consegues ver; o caso está diante dele, por isso, espera por ele. 15Será que Deus não castiga com furor nem presta especial atenção às maldades? 16Job só diz coisas sem sentido; fala muito, mas sem saber o que diz.»

will be added

X\