Jeremias 37

1O rei Nabucodonosor da Babilónia colocou Sedecias, filho de Josias, no trono de Judá, em vez de Jeconias, filho de Joaquim. 2Porém nem Sedecias, nem os seus oficiais, nem o povo obedeceram à mensagem que o SENHOR transmitira ao profeta Jeremias. 3O rei Sedecias enviou Jeucal, filho de Chelemias, e o sacerdote Sofonias, filho de Masseias, para irem pedir a Jeremias que intercedesse ao SENHOR em favor deles. 4Jeremias ainda não tinha sido metido na prisão e ainda se podia movimentar em liberdade, entre o povo. 5O exército da Babilónia continuava a cercar Jerusalém. Porém quando ouviram que o exército egípcio tinha atravessado a fronteira, levantaram o cerco e bateram em retirada. 6Então o SENHOR, o Deus de Israel, disse a Jeremias 7que assim falasse aos enviados de Sedecias: «Digam ao rei de Judá, que vos mandou para me consultarem, que o exército egípcio vem a caminho, para te prestar socorro, mas vai voltar para trás. 8Em seguida, os babilónios virão de novo atacar a cidade, para a conquistar e a destruir pelo fogo. 9Eu, o SENHOR, previno-te! Não te deixes enganar, pensando que os babilónios não voltarão, porque vão voltar. 10Mesmo que derrotes o exército babilónio, de maneira que só fiquem os feridos, por terra, nas tendas, esses ainda se levantarão e deitarão fogo à cidade inteira.» 11O exército da Babilónia retirou-se de Jerusalém, por causa do exército egípcio, que se aproximava. 12Jeremias ia a sair de Jerusalém em direcção ao território de Benjamim, a fim de tomar posse da parte que lhe cabia da propriedade de família. 13Mal tinha chegado à porta de Benjamim, o oficial encarregado dos soldados da guarda àquela porta, um homem chamado Jerias, filho de Chelemias, e neto de Hananias, prendeu o profeta Jeremias e disse-lhe: «Tu estás a desertar para o lado dos babilónios!» 14Pelo que respondi: «Não é verdade! Não estou a desertar!» Mas Jerias não acreditou; prendeu-o e conduziu-o aos oficiais. 15Estes ficaram furiosos contra Jeremias e mandaram-no açoitar e guardaram-no preso em casa de Jónatas, escriba da corte, cuja casa fora transformada em prisão. 16Puseram Jeremias numa cela subterrânea e mantiveram-no ali por muito tempo. 17Mais tarde, o rei Sedecias mandou buscar Jeremias, e no palácio, perguntou-lhe confidencialmente: «Tens alguma mensagem do SENHOR?» Jeremias respondeu: «Tenho sim! Tu serás entregue ao rei da Babilónia.» 18E acrescentou: «Que crime cometi eu contra ti, contra os teus oficiais, ou contra este povo, para me meteres na cadeia? 19Onde estão agora os teus profetas, que te disseram que o rei da Babilónia não te atacaria, nem ao teu país? 20Por isso, ó rei, peço-te que me ouças e faças o que te vou dizer. Peço-te que não me mandes de volta para a cadeia, na casa de Jónatas. Se o fizeres, vou morrer ali.» 21Então o rei Sedecias mandou que Jeremias fosse transferido para o pátio do palácio da guarda e mandou que, cada dia, lhe mandassem um pão da padaria, até se acabar o pão em toda a cidade. E assim ficou Jeremias preso no pátio da guarda.

will be added

X\