Jeremias 22

1Disse o SENHOR: «Vai ao palácio do rei de Judá, e diz-lhe o seguinte: 2“Tu, que te sentas no trono de David, ó rei de Judá, escuta a palavra do SENHOR. Que a escutem também os teus servos e os teus súbditos que entram neste palácio! 3Eu vos ordeno que procedam com rigor e equidade na aplicação da justiça! Protejam o oprimido contra o opressor. Não maltratem nem oprimam o estrangeiro, os órfãos e as viúvas. Não condenem à morte os inocentes neste lugar sagrado. 4Se fizerem conforme o que vos ordeno, a dinastia de David continuará. Os seus reis, acompanhados dos membros do governo e do povo, continuarão a franquear as portas deste palácio, nos seus carros e cavalos. 5Mas se não obedecerem a estas minhas ordens, juro-te que este palácio cairá em ruínas. Palavra do SENHOR! 6O palácio real de Judá é, para mim, tão belo como Guilead ou os montes do Líbano; mas farei dele um lugar deserto, ou uma cidade abandonada. 7Vou enviar gente para o destruir. Trarão consigo machados, e derrubarão as colunas de cedro, e atirá-las-ão para o fogo. 8Então os de fora passarão junto desta cidade e perguntarão uns aos outros: ‘Por que fez o SENHOR uma coisa destas a tão grande cidade?’ 9Responder-lhes-ão que foi por eles terem transgredido as condições da aliança feita comigo, o seu Deus, e terem servido e adorado a outros deuses. 10Habitantes de Judá, não chorem pelo rei morto. Não lamentem a sua morte. Chorem antes amargamente, pelo que foi para o exílio, pois não voltará mais para ver a terra onde nasceu! 11Isto diz o SENHOR a respeito de Salum, filho de Josias, que reinou depois do seu pai, em Judá: ‘Saiu desta terra para não mais cá voltar. 12Morrerá no país para onde foi levado, e não verá novamente esta terra.’”» 13Ai daquele que edifica a sua casa com a injustiça e a aumenta com a desonestidade; que faz os seus operários trabalhar de graça e não paga o salário que lhes é devido. 14Ai do homem que diz: «Construirei uma grande moradia, com amplas salas no primeiro andar; com grandes janelas, revestida de madeira de cedro, e pintada de vermelho.» 15Pensas que serás melhor rei se edificares palácios de cedro mais belos do que as casas dos teus súbditos? O teu pai teve uma vida cheia, e foi sempre justo e recto; prosperou em tudo quanto fez. 16Fez justiça ao pobre e ao oprimido e assim prosperou. É isso o que significa conhecer-me. Palavra do SENHOR! 17Mas tu só pensas nos teus interesses egoístas; matas os inocentes e oprimes com violência os teus súbditos. Palavra do SENHOR! 18Por isso, o SENHOR diz acerca de Joaquim, filho de Josias, rei de Judá: «Ninguém lamentará a sua morte: “Que desgraça, meu irmão! Que desgraça!” Ninguém o lamentará ou exclamará: “Meu senhor, meu rei!” 19Será enterrado como um burro e atirado para fora das portas de Jerusalém.» 20Habitantes de Jerusalém, subam ao Líbano e chorem; gritem na terra de Basã. Clamem do cimo dos montes de Moab, porque os vossos aliados foram derrotados. 21Eu tinha-vos prevenido, na vossa prosperidade, mas vocês recusaram dar-me ouvidos. Assim procederam toda a vossa vida. Nunca quiseram obedecer ao SENHOR. 22Os vossos governantes serão espalhados pelo vento, e os vossos aliados irão para o exílio. A vossa cidade cairá em desgraça e vergonha, por causa dos vossos crimes. 23Estavam seguramente instalados, em palácios de cedro do Líbano. Mas hão-de gemer quando vos sobrevierem dores, dores como as da mulher que vai dar à luz. 24O SENHOR disse ao rei Jeconias, filho de Joaquim, rei de Judá: «Tão certo como eu ser o Deus da vida, te garanto que, mesmo que fosses o anel de selar da minha mão direita, eu te arrancaria. 25Vou entregar-te àqueles que temes, e que te querem matar. Vou entregar-te ao rei Nabucodonosor da Babilónia e aos seus soldados. 26Vou levar-te à força, a ti e à tua mãe, para o exílio. Irão ambos para um país diferente da vossa pátria, e ali morrerão. 27Sonharão com voltar à vossa terra natal, mas nunca mais voltarão.» 28Pode-se perguntar: «Será que o rei Jeconias se tornou como uma bilha quebrada que é deitada fora e ninguém quer mais? É por isso que ele e os seus filhos foram exilados numa terra estrangeira?» 29Ó minha terra, minha terra! Ouve o que disse o SENHOR: 30«Inscrevam este homem na lista dos que ficam sem filhos, e cuja vida será um fracasso; nenhum descendente seu será rei de Judá, da linhagem de David. Sou eu, o SENHOR, que o declaro!»

will be added

X\