Jeremias 18

1O SENHOR mandou-me a seguinte ordem: 2«Jeremias, desce à casa do oleiro e ali te darei a minha mensagem.» 3Quando lá cheguei, encontrei o oleiro a trabalhar na roda. 4Quando um utensílio de barro saía imperfeito, ele amassava o barro de novo e fazia algo diferente. 5Então o SENHOR disse-me: 6«Será que não tenho o direito de agir com o povo de Israel como o oleiro procede com o barro? Vocês estão nas minhas mãos como o barro nas mãos do oleiro. 7Se porventura eu disser que vou arrancar, derrubar, destruir uma nação ou um reino, 8mas essa nação se arrepender do mal, não farei o que tinha decidido fazer contra eles. 9Por outro lado, se disser que vou plantar ou edificar uma nação ou um reino, 10mas essa nação me desobedecer e praticar o mal, não cumprirei o que antes tinha decidido fazer por eles. 11Vai, pois, avisar os habitantes de Judá e de Jerusalém que tenho planos contra eles e estou prestes a castigá-los. Diz-lhes que deixem o seu mau procedimento, que corrijam os seus caminhos e se arrependam das suas más acções. 12Porém responderão: “Não, porquê? Seremos teimosos e maus enquanto quisermos.”» 13Por isso, o SENHOR declara o seguinte: «Pergunta às nações se já viram tal coisa. O que o povo de Israel fez é uma coisa absolutamente horrível! 14Porventura os cumes rochosos do Líbano se mostram alguma vez sem neve? Acaso secam os seus riachos de água fria? 15Porém o meu povo esqueceu-se de mim; queima incenso aos ídolos. Tropeçaram contra eles no seu caminho, e não mais seguem pelos caminhos de sempre. Preferem andar por carreiros, que não são estrada firme. 16Transformaram esta terra numa coisa horrível, desprezível para sempre. Quem passe por ela ficará chocado e abanará a cabeça de espanto. 17Dispersarei o meu povo diante do inimigo, como pó que o vento leste arrasta. Voltar-lhes-ei as costas; e não virei em seu auxílio, quando estiverem em dificuldade.» 18Então o povo disse: «Vamos preparar um plano contra Jeremias! Sempre haverá sacerdotes para nos ensinar, sábios para nos dar conselhos e profetas para transmitir as mensagens de Deus. Acusemo-lo e deixemos de dar ouvidos ao que ele diz.» 19SENHOR, ouve as minhas palavras e escuta o que eles dizem contra mim. 20Porventura se pagará o bem com o mal? Cavaram um buraco para eu cair nele. Lembra-te de como pedi por eles junto de ti; intercedi em seu favor, para que não os tratasses com ira. 21Mas agora, SENHOR, faz com que os seus filhos morram de fome; que pereçam na guerra. Faz com que as mulheres percam os seus maridos e filhos; faz com que os homens sejam mortos pela peste, e que os jovens caiam na batalha. 22Que os ladrões caiam sobre eles de repente; fá-los gritar de terror em suas casas. Pois, cavaram-me um buraco para nele cair e puseram armadilhas para me apanhar. 23Mas tu, SENHOR, conheces todas as conspirações que eles engenham para me matar. Não lhes perdoes esse crime, não apagues o seu pecado. Derrota-os e castiga-os na tua ira.

will be added

X\