Isaías 3

1Prestem atenção! O SENHOR, Deus todo-poderoso vai retirar a Jerusalém e a Judá toda a espécie de assistência e apoio. Vai retirar-lhes o pão e a água, 2os guerreiros e os homens de armas, os juízes, os profetas, os adivinhos e os anciãos, 3os capitães e os aristocratas, os conselheiros, artesãos e magos e os peritos em encantamentos. 4E, para chefes, o Senhor há-de dar-lhes autênticas crianças sem experiência, que os governarão ao acaso. 5As pessoas vão maltratar-se umas às outras, até mesmo os próprios amigos. Os jovens hão-de atirar-se contra os velhos e os plebeus contra os nobres. 6Até entre os parentes e gente da mesma família se há-de dizer: «Tu, que ainda tens um manto para te cobrires, sê o nosso chefe, assume o comando deste caos.» 7Mas o outro responder-lhe-á: «Eu não posso remediar. Em minha casa não tenho comida nem roupa; não me façam chefe de ninguém.» 8Jerusalém, de facto, está num caos e Judá caiu em ruínas, porque tudo o que faziam e diziam era contra o SENHOR, insultando-o na sua própria presença. 9Até o aspecto do seu rosto os acusa. Não ocultam os seus pecados, como Sodoma, mostram-nos publicamente. Ai deles! Pois provocaram a sua própria desgraça! 10Pensem nisto: o justo é que é feliz porque receberá o fruto das suas acções. 11Ai do mau, porque terá o mal! Será tratado segundo as suas obras. 12Um rapazito é o tirano do meu povo e os que o governam são como mulheres. Ó meu povo, os teus dirigentes enganam-te, e desviam-te do caminho que devias seguir. 13O SENHOR já se levanta para o julgamento, e está pronto para pedir contas ao seu povo. 14Ele vai chamar a tribunal os conselheiros e os chefes do seu povo: «Devoraram a minha vinha, e guardam em casa os despojos que roubaram aos pobres. 15Com que direito oprimem o meu povo e calcam aos pés a dignidade dos pobres?» É o SENHOR todo-poderoso quem o declara! 16O SENHOR diz: «Vejam como as mulheres de Sião são orgulhosas! Andam de cabeça emproada, lançam olhares desavergonhados, caminham a passo afectado, fazendo ouvir as argolas dos seus pés.» 17O Senhor rapará a cabeça das mulheres de Sião e elas ficarão sem cabelo e envergonhadas. 18Naquele dia, o Senhor fará desaparecer todos os adornos: os adornos dos pés, os colares em forma de sol e de lua; 19os brincos, as braceletes e os véus, 20as fitas da cabeça, as argolas dos pés, os cintos, os talismãs e os amuletos; 21os anéis, os adornos do nariz, 22os vestidos de festa, os mantos, os xailes e as bolsas de mão, 23os espelhos e as musselinas, os turbantes e as mantilhas. 24E então, em vez de perfume haverá mau cheiro; em vez duma cinta, uma corda; em vez de elegantes tranças, a cabeça rapada; em vez de vestidos finos, roupa grosseira; em vez de beleza, uma horrível cicatriz. 25Os teus homens cairão na guerra, os teus guerreiros morrerão na batalha. 26Às tuas portas hão-de ouvir-se choros e lamentos e tu hás-de sentar-te na terra, desolada.

will be added

X\