Isaías 28

1Ai da Samaria, coroa orgulhosa dos bêbedos de Efraim! Dominando um vale tão fértil, a sua beleza gloriosa não passa duma flor caduca na cabeça de gente totalmente embriagada. 2Eis que se aproxima, por ordem do Senhor, uma potência forte e robusta, como um turbilhão de granizo e tempestade destruidora, como uma tromba de água caudalosa que tudo destrói; com a sua mão põe tudo por terra. 3A coroa soberba dos bêbedos de Efraim será pisada com os pés. 4Ela que domina com a sua beleza o vale muito fértil não passará duma flor caduca. Será como um figo amadurecido antes do Verão: o primeiro que o vê, logo o apanha e o come. 5Virá o dia em que o SENHOR do Universo será a coroa esplêndida e o diadema glorioso dos sobreviventes do seu povo. 6Inspirará a justiça aos que presidem nos tribunais e dará valentia aos que repelem o inimigo, diante das portas da cidade. 7Vejam como o vinho e as bebidas fortes desnorteiam e fazem cambalear as pessoas: sacerdotes e profetas ficam tontos e cambaleiam por causa delas. As bebidas alcoólicas fazem-nos desnortear, vêem as coisas de maneira confusa e não conseguem falar com clareza. 8As suas mesas estão todas cobertas de vómitos e não há um lugar sem porcaria. 9Eles perguntam: «A quem é que este quer ensinar? A quem é que ele quer dar a lição? A crianças recém-desmamadas? A bebés que acabaram o período da amamentação?» 10Ora ouçam: « tsav latsav, tsav latsav kav lakav, kav lakav, menino aqui, menino ali.» 11Pois bem, é com uma linguagem balbuciante, com uma linguagem estranha que o SENHOR vai falar a este povo. 12Ele já lhes tinha dito: «Nisto consiste o repouso: Dai descanso aos que estão cansados. Nisto consiste o descanso.» Mas eles não quiseram obedecer. 13Então o SENHOR fala-lhes de modo ininteligível: « tsav latsav, tsav latsav kav lakav, kav lakav, menino aqui, menino ali.» Por isso, quando caminharem, hão-de cair de costas; quebrarão os ossos e serão apanhados na rede. 14Escutem, pois, a palavra do SENHOR, ó gente insolente que governais este povo de Jerusalém. 15Vocês dizem: «Concluímos uma aliança com a morte, um pacto com o mundo dos mortos; por isso, a catástrofe passará sem nos apanhar porque temos a mentira por refúgio e o engano por esconderijo.» 16Eis, então, o que declara o SENHOR Deus: «Vou colocar em Sião uma pedra de fundação para os pôr à prova. Será uma pedra preciosa, angular, de cimento firme. Quem nela tiver confiança não ficará desiludido. 17Usarei o direito como cordel de medir e a justiça como nível.» Mas o granizo arrasará o vosso refúgio de mentira e as águas torrenciais arrastarão o vosso abrigo. 18O vosso pacto com a morte será desfeito, a vossa aliança com o mundo dos mortos não durará. Quando a catástrofe passar, sereis por ela esmagados. 19Cada manhã, cada dia e cada noite, sempre que ela passar, há-de apanhar-vos. Basta que se fale nela, para ficardes aterrados. 20Como diz o provérbio, o leito é muito curto para alguém se deitar e a manta muito estreita para poder agasalhar. 21O SENHOR levantar-se-á como no monte Peracim e mostrar-se-á zangado como no vale de Guibeon, para realizar a sua obra, para fazer o seu trabalho, uma obra extraordinária e um trabalho inaudito. 22Assim pois, deixem-se de insolências, para que não se apertem mais as vossas cadeias, pois soube da parte do SENHOR, Deus do Universo, que ele decidiu destruir todo o país. 23Escutem-me bem e prestem atenção! Ouçam o que tenho para vos dizer. 24Porventura o lavrador que vai semear passa todo o tempo a arar e a abrir regos na terra? 25Não! Depois de ter preparado a terra, ele semeia os grãos de nigela e depois os de cominho, semeia o trigo, o milho miúdo e a cevada, nos regos convenientes, e o trigo duro nas bordas. 26Assim o instrui o seu Deus e lhe ensina as regras a seguir. 27Não se debulha a nigela com o trilho de ferro, nem as rodas do carro devem passar sobre o cominho. A nigela deve ser sacudida com uma vara e o cominho com um pau. 28O trigo tem que ser debulhado, mas sem ser triturado em demasia. As rodas do carro põem-se em movimento, mas de modo a não esmagar o grão. 29Este proceder vem do SENHOR do Universo, que demonstra como é admirável o seu plano e como é grande a sua eficiência.

will be added

X\