Isaías 19

1Mensagem contra o Egipto. Olhem para o SENHOR que entra no Egipto, sobre uma nuvem ligeira. Os ídolos do Egipto tremem diante dele, e o coração dos egípcios aperta-se no seu peito. 2«Eu, o SENHOR, vou virar os egípcios uns contra os outros, de modo a guerrearem-se entre si, indivíduo contra indivíduo, cidade contra cidade e reino contra reino. 3Os egípcios perderão o bom senso e farei que os seus planos fracassem. Depois consultarão os seus ídolos e os que invocam os mortos, os que interrogam os espíritos e os adivinhos. 4Entregarei os egípcios nas mãos de um dominador cruel, será um rei tirano que dominará sobre eles. Palavra do SENHOR, Deus do Universo!» 5As águas desaparecerão do rio, o Nilo ficará completamente seco. 6Os canais cheirarão mal e as águas baixarão tanto que o fundo ficará totalmente enxuto. Os papiros e os juncos murcharão, 7bem como as plantas da foz do Nilo. Todas as sementeiras ao longo do Nilo secarão; levadas pelo vento, desaparecem. 8Os pescadores choram e lamentam-se, todos quantos lançam o anzol ao Nilo; os que pescam à rede estão desanimados. 9Os que trabalham o linho vivem desapontados: as mulheres que o cardam e os homens que o tecem. 10As fiandeiras estão consternadas e os trabalhadores abatidos. 11Como são loucos os príncipes de Tânis; os conselheiros do faraó dão conselhos estúpidos. Como podeis dizer ao faraó: «Sou filho de sábios, descendente de antigos reis?» 12Onde estão os teus conselheiros sábios? Que eles te anunciem, se é que sabem, o que o SENHOR do Universo decidiu contra o Egipto. 13Os príncipes de Tânis ficaram estúpidos e os da cidade de Mênfis andam iludidos. Como governadores das províncias, eles levam a ruína ao Egipto. 14O SENHOR lançou no meio deles a confusão: estragam tudo quanto se faz no Egipto. Parecem um bêbedo a cambalear em cima do seu vómito. 15No Egipto já não há nada a fazer, desde o rei ao escravo, desde a palma ao junco. 16Virá um dia em que os egípcios tremerão de medo como mulheres, quando o SENHOR do Universo agitar a mão contra eles. 17A terra de Judá será um terror para o Egipto. Basta nomeá-la para os egípcios ficarem aterrorizados, por causa do plano que o SENHOR do Universo tem contra eles. 18Naquele dia, haverá no Egipto cinco cidades que falarão a língua de Canaã e ficarão a pertencer por juramento ao SENHOR do Universo. O nome duma delas será Cidade-do-Sol. 19Naquele dia, haverá no centro do Egipto um altar dedicado ao SENHOR e um monumento levantado em sua honra, junto à fronteira. 20Eles serão um sinal e um testemunho de como o SENHOR do Universo está presente no Egipto. Se os egípcios clamarem pelo SENHOR contra os seus opressores, ele lhes enviará um salvador para os defender e libertar. 21O SENHOR manifestar-se-á aos egípcios e estes reconhecerão o SENHOR. Oferecer-lhe-ão sacrifícios e ofertas, farão promessas e hão-de cumpri-las. 22Depois de ter castigado os egípcios com força, o SENHOR os curará. Eles voltarão para o SENHOR, que se mostrará favorável aos seus pedidos e os curará. 23Naquele dia, uma estrada ligará o Egipto à Assíria. Os assírios irão ao Egipto e os egípcios à Assíria e tanto os egípcios como os assírios servirão o SENHOR. 24Nesse dia, ao lado do Egipto e da Assíria, aparecerá Israel como mediador e será uma bênção de Deus no meio do mundo. 25O SENHOR do Universo dará a seguinte bênção: «Eu abençoo o Egipto, meu povo, a Assíria, que criei com as minhas mãos, e Israel, a minha herança.»

will be added

X\