Oséas 8

1«Toquem a trombeta, pois a desgraça, como uma águia, vai abater-se sobre a terra do SENHOR, porque o povo violou a minha aliança e transgrediu os meus ensinamentos. 2Eles dirigem-se a mim, suplicantes: “Meu Deus, nós somos o povo de Israel que te reconhece como Deus!” 3Mas Israel rejeitou aquele que é bom; e correu atrás do deus inimigo. 4Constituíram reis sem a minha aprovação, estabeleceram chefes sem o meu conhecimento. Fabricaram ídolos com a sua prata e ouro para a sua própria perdição. 5Povo de Samaria, retira o teu vitelo de ouro! A minha cólera inflamou-se contra vós. Quando conseguireis viver sem pecado? 6Esse vitelo é obra de Israel, foi um dos vossos artistas que o fabricou e não é deus nenhum. Fiquem sabendo que o vitelo de Samaria será feito em pedaços. 7Quem semeia ventos colhe tempestades. Trigo que não dá espiga não faz farinha; e mesmo que a desse seriam os estrangeiros a devorá-la. 8Israel foi devorado. Agora, no meio das nações não passa dum objecto inútil. 9Decidiram aliar-se com a Assíria. Um burro montês procura a sua independência, mas Efraim compra os seus amantes. 10Apesar dos presentes que oferecem às nações, chegou o momento de eu os reunir. E não tarda muito que tenham de se sujeitar à Assíria, ao imperador dos príncipes. 11Efraim levantou muitos altares, mas só lhe serviram para pecarem ainda mais. 12Mesmo que lhes imponha uma multidão de leis, consideram-nas como coisa estranha. 13Oferecem sacrifícios em minha honra e comem a carne, mas eu, o SENHOR, não encontro nisso nenhum agrado. Não esqueço as suas iniquidades e castigarei os seus pecados. E terão que regressar ao Egipto. 14Israel construiu palácios e esqueceu-se do seu Criador. Judá, por seu lado, fortificou muitas cidades. Mas eu lançarei fogo às suas cidades, que devorará as suas fortificações.»

will be added

X\