Hebreus 4

1Ora a promessa de entrarmos no lugar de descanso de Deus ainda está de pé. Portanto, irmãos, tenham cuidado, para que ninguém perca a oportunidade de entrar nesse descanso! 2Na realidade, ouvimos o evangelho exactamente como eles. Porém a mensagem que eles ouviram não lhes serviu de nada, porque a ouviram mas não a receberam com fé. 3Portanto, nós que temos fé havemos de entrar no descanso a que Deus se referiu, quando disse: Fiquei tão indignado que jurei: «Esta gente não há-de entrar no lugar de descanso que eu preparei.» No entanto as obras dele estavam completas desde a criação do mundo. 4Pois numa passagem da Sagrada Escritura lê-se a respeito do sétimo dia: Deus descansou no sétimo dia depois de ter feito toda a sua obra. 5E noutro lugar vem a passagem já citada: Esta gente não há-de entrar no lugar de descanso que eu preparei. 6Ora, visto que aqueles que primeiramente ouviram o evangelho não entraram no descanso de Deus, por causa da sua desobediência, é evidente que outros devem entrar nele. 7É por isso que Deus marca outro dia, o dia de “hoje”, de que fala a Sagrada Escritura. Muitos anos mais tarde, falando por meio de David, Deus disse, como já foi citado: Se ouvirem hoje a voz de Deus, não se mostrem duros de coração. 8Se Josué tivesse levado realmente o povo para esse lugar de descanso, Deus não teria falado mais tarde de um outro dia. 9Portanto, o povo de Deus ainda há-de entrar num descanso semelhante ao que Deus teve no sétimo dia. 10Porque aquele que entrar no descanso de Deus, descansará das suas obras exactamente como Deus descansou das dele. 11Esforcemo-nos, pois, por entrar nesse lugar de descanso de Deus. Que ninguém siga o mau exemplo daqueles que desobedeceram. 12A palavra de Deus é viva e mais poderosa e cortante do que qualquer espada de dois gumes. Penetra até ao íntimo da pessoa, até à união da alma e do espírito, e até onde os ossos e a medula se juntam. Por isso Deus é capaz de julgar os desejos e os pensamentos do coração humano. 13Não há absolutamente nada que se possa esconder de Deus. Tudo no mundo está nu e a descoberto aos olhos daquele a quem temos de prestar contas. 14Uma vez que temos um sumo sacerdote tão importante, Jesus, o Filho de Deus, que chegou até à presença do próprio Deus, estejamos firmes na confissão da nossa fé. 15Sabemos que o nosso sumo sacerdote se compadece das nossas fraquezas, pois foi tentado em tudo como nós, sem cair no pecado. 16Aproximemo-nos, pois, com toda a confiança, do trono da graça e assim conseguiremos alcançar misericórdia e graça e encontrar ajuda no momento próprio.

will be added

X\