Génesis 28

1Isaac mandou chamar Jacob, abençoou-o e deu-lhe a seguinte ordem: «Não deves casar com nenhuma mulher de Canaã. 2Vai à Mesopotâmia, à família de Betuel, teu avô, e escolhe uma das filhas do teu tio Labão para casar contigo. 3Que o Deus supremo te abençoe e te conceda descendência numerosa de modo que tu dês origem a muitas nações. 4E que a bênção prometida a Abraão seja para ti e para os teus descendentes, para que possas tomar posse da terra onde agora vives como estrangeiro e que Deus prometeu a Abraão.» 5Isaac despediu-se de Jacob e este foi para a Mesopotâmia, para casa de Labão, que era filho de Betuel, o arameu, e irmão de Rebeca, mãe de Jacob e de Esaú. 6Esaú soube que o seu pai tinha abençoado o seu irmão e que o tinha enviado à Mesopotâmia para lá arranjar com quem casar e também ouviu dizer que o seu pai, ao abençoá-lo, o tinha avisado para não se casar com mulheres de Canaã. 7Soube também que Jacob tinha aceitado a proposta do pai e da mãe e tinha partido para a Mesopotâmia. 8E Esaú percebeu que o seu pai, Isaac, não gostava das mulheres de Canaã. 9Dirigiu-se à família de Ismael, filho de Abraão, e casou com Malat, irmã de Nebaiot e filha de Ismael, para além das mulheres que já tinha. 10Jacob saiu de Bercheba e pôs-se a caminho de Haran. 11Ao cair da tarde, chegou a um lugar bom para passar a noite. Pegou numa das pedras que ali havia; pô-la a fazer de cabeceira e ali mesmo se deitou para dormir. 12E teve um sonho: via uma escada assente na terra e que chegava até ao céu e os mensageiros de Deus subiam e desciam por ela. 13O SENHOR estava no cimo da escada e disse: «Eu sou o SENHOR, Deus do teu antepassado Abraão e de Isaac. Vou dar-te, a ti e aos teus descendentes, a terra em que estás deitado. 14Os teus descendentes hão-de ser tão numerosos como o pó da terra e hão-de estender-se para ocidente e para oriente, para norte e para sul e, através de ti e dos teus descendentes, todas as famílias do mundo serão abençoadas. 15Lembra-te que eu estou contigo, para te guardar por onde quer que andes e para te fazer regressar a esta terra. Não te hei-de abandonar até cumprir tudo aquilo que te prometi.» 16Jacob acordou e exclamou: «Realmente, o SENHOR está neste lugar e eu não sabia.» 17E, cheio de medo, acrescentou: «Este lugar é terrível! É nada menos que a casa de Deus e a porta do céu.» 18Logo de manhã, Jacob agarrou na pedra que lhe tinha servido de cabeceira para dormir e ergueu-a ao alto como monumento e derramou óleo sobre ela. 19Jacob deu àquele lugar o nome de Betel. Antes aquela localidade chamava-se Luz. 20Jacob fez ali a seguinte promessa: «Se Deus estiver comigo e me guardar no caminho que vou percorrer e me der o necessário para comer e para me vestir; 21se eu regressar são e salvo a casa do meu pai, o SENHOR será o meu Deus 22e esta pedra, que hoje coloco como monumento, será um santuário de Deus e hei-de oferecer-lhe sempre a décima parte de tudo aquilo que ele me der.»

will be added

X\