Génesis 25

1Abraão voltou a casar-se com uma mulher chamada Quetura. 2Dela lhe nasceram os seguintes filhos: Zimeran, Jocsan, Medan, Madiã, Jisbac e Chua. 3Jocsan foi pai de Sabá e de Dedan. Dedan foi pai de Latús e de Leumim. 4Madiã foi pai de Efá, Éfer, Henoc, Abidá e Eldá. Todos estes eram descendentes de Quetura. 5Abraão entregou tudo o que era seu a Isaac. 6Aos filhos das outras mulheres que tinham vivido com Abraão deu-lhes presentes e mandou-os para os lados do oriente, enquanto ainda estava vivo, para não ficarem com o seu filho Isaac. 7Abraão viveu cento e setenta e cinco anos. 8Morreu feliz numa idade já bastante avançada e foi juntar-se aos seus antepassados. 9Os seus filhos Isaac e Ismael deram-lhe sepultura na gruta de Macpela, no campo de Efron, o hitita, filho de Soar, que está em frente de Mambré. 10É o campo que Abraão tinha comprado aos hititas. Nele foram sepultados Abraão e a sua mulher, Sara. 11Depois da morte de Abraão, Deus continuou a abençoar Isaac, seu filho, e este ficou a viver junto do poço de Lahai-Roi. 12Esta é a descendência de Ismael. Ismael era filho de Abraão e de Agar, a escrava egípcia de Sara. 13E estes são os nomes dos seus descendentes, pela ordem de nascimento: Nebaiot, que foi o primeiro filho de Ismael, Quedar, Adebiel, Mibsam, 14Michemá, Dumá e Massá, 15Hadad, Temá, Jetur, Nafis e Quedma. 16Estes deram o nome aos descendentes de Ismael, quer dos que viviam em aldeias quer em acampamentos. São doze chefes de outros tantos grupos. 17Ismael morreu aos cento e trinta e sete anos de idade e foi juntar-se aos seus antepassados. 18Os seus descendentes estabeleceram-se entre Havilá e Chur, que está próximo do Egipto, no caminho para Achur, contra a vontade dos outros descendentes de Abraão. 19Esta é a história de Isaac, filho de Abraão. Abraão foi pai de Isaac 20e quando Isaac tinha quarenta anos casou com Rebeca, filha de Betuel e irmã de Labão, que eram arameus, naturais da alta Mesopotâmia. 21Isaac pediu ao SENHOR pela sua mulher, porque ela não conseguia ter filhos. O SENHOR ouviu o seu pedido e Rebeca ficou grávida. 22Dois gémeos lutavam um contra o outro no seu ventre e ela exclamou: «Foi realmente para isto que eu fiquei grávida?» Foi então consultar o SENHOR 23e ele respondeu-lhe: «Trazes dentro de ti dois povos; duas nações hão-de sair do teu ventre. Cada um deles tentará ser o mais forte, mas o mais velho é que terá de submeter-se ao mais novo.» 24Completou-se o tempo de Rebeca dar à luz e nasceram dois gémeos. 25O primeiro a nascer era muito moreno e todo coberto de pêlo e deram-lhe o nome de Esaú. 26Depois nasceu o irmão e como a sua mão vinha a segurar o calcanhar de Esaú. Por isso, lhe chamaram Jacob. Quando eles nasceram, Isaac tinha sessenta anos de idade. 27Os meninos foram crescendo. Esaú tornou-se um caçador experimentado e gostava da vida no campo. Jacob, por seu lado, era uma pessoa tranquila e apreciava a vida no acampamento. 28Isaac gostava mais de Esaú, que lhe dava caça para comer, mas Rebeca gostava mais de Jacob. 29Um dia Jacob estava a preparar um cozinhado, quando Esaú estava de regresso do campo e vinha muito cansado. 30Esaú pediu-lhe: «Dá-me um pouco dessa comida avermelhada que eu venho muito cansado.» Por isso, Esaú ficou com a alcunha de Edom. 31Jacob respondeu-lhe: «Só se tu me deres primeiro, em troca, os direitos que tens de filho mais velho.» 32Esaú respondeu: «Se tenho de morrer de fome, para que é que me servem os direitos de filho mais velho?» 33Jacob disse: «Tens que jurar primeiro que o farás.» Então Esaú jurou e cedeu a Jacob os seus direitos de filho mais velho. 34E Jacob deu a Esaú pão e um prato de lentilhas. Esaú comeu e bebeu e depois foi-se embora, sem atribuir nenhuma importância aos direitos de filho mais velho.

will be added

X\