Génesis 19

1Os dois mensageiros de Deus chegaram a Sodoma ao entardecer e Lot estava sentado à porta da cidade. Ao vê-los chegar, Lot levantou-se, foi ao seu encontro e, inclinando-se profundamente até ao chão, 2disse-lhes: «Por favor, meus senhores, queiram entrar em casa deste vosso servo para lavarem os pés e passarem a noite. Amanhã de manhã podem continuar o caminho.» Mas eles reponderam: «Não é preciso, nós dormimos mesmo na rua.» 3Mas Lot insistiu tanto que eles aceitaram ir para sua casa e dirigiram-se para lá. Lot fez um banquete em honra deles, cozeu pães sem fermento e os visitantes comeram. 4Mas antes de se terem ido deitar, todos os homens da cidade de Sodoma, novos e velhos, sem faltar nenhum, rodearam a casa de Lot, 5gritando por ele e perguntavam-lhe: «Onde estão os homens que esta noite entraram em tua casa? Manda-os cá para fora, que queremos dormir com eles.» 6Lot chegou à entrada da sua casa, fechou a porta atrás de si 7e disse: «Por favor, meus amigos, não cometam um crime desses! 8Sabem que tenho duas filhas, que são ainda solteiras. Se quiserem trago-as para aqui e podem fazer com elas tudo o que quiserem. Mas àqueles homens não façam mal nenhum, porque eles procuraram abrigo em minha casa.» 9Eles replicaram: «Vai-te embora! Vieste para aqui viver como estrangeiro e agora queres armar-te em nosso juiz. Vamos tratar-te pior do que a eles.» E empurrando Lot, aproximaram-se da porta para a arrombarem. 10Nisto os dois visitantes levaram Lot para dentro de casa e fecharam a porta. 11E feriram de cegueira os homens de Sodoma que estavam à porta da casa de Lot, desde o mais novo ao mais velho, e não conseguiram encontrar a porta. 12Os visitantes disseram a Lot: «Sai deste lugar com todos aqueles que te pertencerem: genros, filhos e filhas e tudo o que tiveres nesta cidade. 13Com efeito, vamos destruí-la, porque as queixas dirigidas ao SENHOR contra ela são cada vez maiores e nós fomos enviados para a destruir.» 14Lot saiu de casa e foi avisar os seus futuros genros, que estavam para casar com as suas filhas e disse-lhes: «Saiam desta cidade, porque o SENHOR vai destruí-la.» Mas eles pensaram que Lot estava a brincar. 15De madrugada os mensageiros de Deus insistiam com Lot e diziam-lhe: «Levanta-te depressa e leva daqui para fora a tua mulher e as tuas duas filhas que estão ainda contigo, se não queres ser apanhado também pelo castigo da cidade.» 16Como Lot parecia hesitar, os dois visitantes agarraram-no pela mão, a ele, à mulher e às duas filhas e levaram-nos para fora da cidade, pois o SENHOR queria salvá-los. 17Depois de os terem feito sair da cidade, um dos mensageiros disse-lhe: «Põe-te a salvo! Não olhes para trás, nem fiques aqui pelas redondezas. Refugia-te nas montanhas para não seres também apanhado.» 18Mas Lot replicou: «Faz-me ainda este favor! 19Tu trataste com bondade este teu servo e ainda por cima me salvaste a vida. Mas eu não posso refugiar-me nas montanhas, porque poderei ser apanhado pela desgraça e morrer. 20Há aqui próximo uma cidade relativamente pequena, onde me posso refugiar. Deixa-me ir para lá e não a destruas, para que eu possa salvar a vida. É uma cidade tão pequenina!» 21E ele respondeu: «Vou conceder-te mais esse pedido e não vou destruir essa cidade de que falaste. 22Então refugia-te nela rapidamente, pois eu não posso fazer nada antes de tu lá estares.» Por este motivo, a cidade ficou a chamar-se Soar. 23Lot entrou em Soar quando o Sol estava a nascer. 24O SENHOR fez então cair do céu enxofre e fogo sobre Sodoma e sobre Gomorra. 25Destruiu aquelas cidades e toda a região com todos os seus habitantes e toda a vegetação. 26A mulher de Lot olhou para trás e ficou transformada em estátua de sal. 27Abraão levantou-se de manhã cedo e foi ao lugar onde tinha estado a falar com o SENHOR. 28Quando olhou para o lado de Sodoma e Gomorra e para toda a região, viu que eram só nuvens de fumo a subir da terra, semelhante ao fumo que sai de uma fornalha. 29Deus destruiu as cidades daquela região, mas lembrou-se de Abraão e salvou Lot da destruição que atingiu as cidades da área onde ele habitava. 30Lot saiu de Soar e foi viver para as montanhas, levando consigo as suas duas filhas, pois estava com medo de permanecer em Soar. E ficou a viver numa gruta com as suas duas filhas. 31Um dia disse a mais velha para a mais nova: «O nosso pai está velho e em toda esta região não há homem nenhum para casar connosco, como acontece por toda a parte. 32Vamos embebedar o nosso pai e depois dormimos com ele, para que ele nos dê descendentes.» 33Naquela noite embebedaram o pai e depois a mais velha dormiu com ele, sem que ele se desse conta, nem quando ela se deitou nem quando se levantou. 34No dia seguinte a mais velha disse à mais nova: «Ontem à noite fui eu que dormi com o pai. Vamos embebedá-lo também esta noite e dormes tu com ele, para que nos dê descendentes.» 35Naquela noite voltaram a embebedá-lo e a mais nova foi deitar-se com o pai sem que desse por isso nem quando ela se deitou nem quando se levantou. 36E assim ficaram as duas grávidas do pai. 37A mais velha deu à luz um filho a quem pôs o nome de Moab, que é o antepassado dos moabitas que ainda hoje existem. 38A mais nova também deu à luz um filho e deu-lhe o nome de Ben-Ami, que é o antepassado dos amonitas que também ainda hoje existem.

will be added

X\