Gálatas 4

1Quero ainda dizer isto: enquanto o herdeiro é menor, não é diferente do escravo, apesar de ser dono de tudo. 2Tem de estar sujeito aos que cuidam dele e tratam das suas coisas, até ao tempo que o pai determinou. 3Passa-se o mesmo connosco. Enquanto éramos menores, estávamos sujeitos às normas deste mundo. 4Mas quando chegou o tempo devido, Deus enviou o seu Filho que nasceu de uma mulher e esteve sujeito à lei judaica, 5a fim de libertar os que estavam sujeitos à lei, para nos tornar filhos de Deus. 6Para provar que já são filhos, Deus enviou o Espírito de seu Filho aos nossos corações, e esse Espírito chama: “Abba”, que quer dizer “meu Pai”. 7Assim, já não és escravo, mas filho. E, sendo filho, também és herdeiro pela vontade de Deus. 8Devido ao vosso desconhecimento de Deus, dantes eram escravos de deuses que não eram realmente deuses. 9Mas agora que conhecem a Deus, ou melhor, que Deus já vos conhece, como é possível voltarem a ser escravos de coisas fracas e que não prestam para nada? 10Por que é que dão tanto valor religioso a certos dias, meses, estações e anos? 11Receio que o meu trabalho no vosso meio tenha sido inútil. 12Peço-vos, meus irmãos, que sejam como eu, pois também eu me tornei como vós. Não é que me tenham feito qualquer mal. 13Lembram-se que da primeira vez que vos anunciei o evangelho foi numa altura em que eu estava doente. 14E, apesar de o meu corpo doente vos ter causado dificuldades, não me desprezaram nem me rejeitaram. Pelo contrário, receberam-me como um anjo de Deus ou como o próprio Jesus Cristo. 15Onde está agora aquela vossa felicidade? Eu posso dar testemunho de que, se fosse possível, até eram capazes de tirar os olhos para mos dar. 16Porventura tornei-me agora vosso inimigo por vos dizer a verdade? 17O interesse que essa gente mostra a vosso respeito não é bem-intencionado. O que eles querem é separar-vos de mim para depois vos levarem a interessar-se por eles. 18É bom preocuparem-se sempre com o bem e não só quando estou aí presente. 19Meus filhos, eu sofro de novo as dores de parto por vossa causa até que Cristo esteja formado em vós. 20Bem desejaria estar agora aí para vos poder falar doutra maneira, porque estou muito preocupado convosco. 21Se o vosso desejo é estarem sujeitos à lei, digam-me lá como é que nem conhecem o que a lei diz. 22Pois, conforme está escrito, Abraão teve dois filhos, um da escrava e outro da mulher que era livre. 23O filho da escrava veio ao mundo como qualquer criança, mas o filho da mulher livre veio ao mundo em virtude da promessa de Deus. 24Isto tem um significado mais profundo. As duas mulheres representam duas alianças de Deus: uma é a do Monte Sinai representada por Agar que gera filhos para a escravidão. 25Ora, Agar representa o Monte Sinai na Arábia e corresponde à actual cidade de Jerusalém, que é escrava com os seus filhos. 26Mas a Jerusalém celestial é livre e é a nossa mãe. 27Pois a Sagrada Escritura diz: Alegra-te, mulher estéril, que nunca tiveste filhos, grita de alegria tu que nunca sentiste dores de parto, pois a mulher desprezada terá mais filhos que a mulher que tem marido. 28Meus irmãos, vocês são filhos por causa da promessa tal como Isaac. 29Mas como outrora, o filho que veio ao mundo como qualquer outro, perseguiu o que veio ao mundo segundo o Espírito de Deus, assim também agora acontece o mesmo. 30Mas que diz a Sagrada Escritura? Diz isto: Manda embora a escrava e o seu filho, porque o filho da escrava não pode herdar juntamente com o filho da mulher livre. 31Por isso, meus irmãos, nós não somos filhos da escrava, mas da mulher livre.

will be added

X\