Esdras 7

1Já depois destes acontecimentos, no reinado de Artaxerxes, rei da Pérsia, chegou Esdras, filho de Seraías. Os seus outros antepassados foram: Azarias, Hilquias, 2Salum, Sadoc, Aitube, 3Amarias, Azarias, Meraiot, 4Zeraías, Uzi, Buqui, 5Abisua, Fineias, Eleazar e Aarão, o sumo sacerdote. 6Esdras era um escriba instruído na lei que o SENHOR, Deus de Israel, deu a Moisés. E, como o SENHOR Deus o protegia, o rei concedeu-lhe tudo o que ele lhe pediu. 7Foi por isso que ele pôde voltar da Babilónia para Jerusalém, no sétimo ano do rei Artaxerxes, acompanhado de muitos israelitas, incluindo sacerdotes, levitas, cantores, porteiros e os serventes do templo. 8Chegaram a Jerusalém no quinto mês do sétimo ano do rei. 9Pois no primeiro dia do primeiro mês, foi iniciado o regresso da Babilónia e chegaram a Jerusalém no primeiro dia do quinto mês, porque a mão bondosa do seu Deus estava com eles. 10Esdras tinha dedicado a sua vida ao estudo da lei do SENHOR, para a pôr em prática e para ensinar os seus mandamentos e preceitos ao povo de Israel. 11Eis a cópia da carta que Artaxerxes deu a Esdras, sacerdote e escriba instruído nas leis e mandamentos que o SENHOR dera a Israel, antes de partir para Jerusalém: 12«O imperador Artaxerxes a Esdras, sacerdote e escriba instruído na lei do Deus do céu. 13Dou ordem para que, em todo o meu império, os israelitas que assim o desejem, incluindo sacerdotes e levitas, possam ir contigo para Jerusalém. 14Eu, o rei, e os meus sete conselheiros enviamos-te para averiguares como está a ser cumprida em Judá e Jerusalém a lei do teu Deus, a lei que trazes contigo nas tuas mãos. 15Levarás a prata e ouro que eu, o rei, e os meus conselheiros oferecemos voluntariamente ao Deus de Israel, que tem o templo em Jerusalém. 16Levarás igualmente toda a prata e ouro que conseguires juntar na província da Babilónia, bem como as ofertas voluntárias que as pessoas do povo e sacerdotes queiram dar para o templo. 17Com esse dinheiro, tratarás de comprar vitelos, carneiros, cordeiros, cereais e vinho, para ofereceres sobre o altar do templo, do vosso Deus, em Jerusalém. 18Com o que restar da prata e do ouro, tu e os teus companheiros farão o que melhor entenderem, de acordo com a vontade de Deus. 19Apresentarás diante de Deus, em Jerusalém, os objectos que te forem entregues para o culto no templo. 20Poderás obter na tesouraria real tudo o mais que seja necessário para outras despesas que tenhas de fazer para o templo do teu Deus. 21Eu próprio, Artaxerxes, dou ordens a todos os tesoureiros a oeste do rio Eufrates para entregarem a Esdras, sacerdote e escriba instruído na lei do Deus do céu, tudo o que ele pedir, 22até à quantia de três mil quilos de prata, trinta mil quilos de trigo, quatro mil litros de vinho, quatro mil litros de azeite e todo o sal que seja preciso. 23Tudo aquilo que exija o Deus do céu para o seu templo deve ser dado prontamente, para que não envie algum castigo sobre mim ou sobre os meus filhos. 24Determino também que fique proibido receber contribuições, impostos e direitos de passagem dos sacerdotes, levitas, cantores, porteiros ou dos serventes do templo de Deus. 25E tu Esdras, usando da sabedoria que Deus te deu, deverás nomear administradores e juízes que governem o povo que, a oeste do Eufrates, conhece a lei de Deus. Ensina mesmo essa lei àqueles que a não conhecem. 26E se alguém não cumprir as leis do teu Deus ou as leis do rei, que seja condenado sem hesitações à morte ou ao desterro, à confiscação dos bens ou à prisão.» 27«Bendito seja o SENHOR, Deus de nossos pais, porque inspirou o rei a honrar o templo do SENHOR em Jerusalém. 28Foi pela misericórdia de Deus que eu agradei ao rei e aos seus conselheiros, aos príncipes e pessoas importantes da corte. Foi o SENHOR, meu Deus, que me protegeu e me deu coragem para poder reunir os chefes dos israelitas que regressaram comigo.»

will be added

X\