Esdras 3

1Quando chegou o sétimo mês e os israelitas já se encontravam instalados nas suas terras, reuniu-se todo o povo em Jerusalém. 2Então Josué, filho de Joçadac, com os seus companheiros sacerdotes, assim como Zorobabel, filho de Salatiel, juntamente com os seus parentes começaram a reconstruir o altar de Deus de Israel, a fim de lá oferecerem sacrifícios, como manda a Lei de Moisés, o servo de Deus. 3Levantaram o altar sobre os antigos alicerces, apesar de recearem a gente da região, e ofereceram sacrifícios ao SENHOR, de manhã e de tarde. 4Celebraram também a festa das Tendas, conforme manda a lei, e ofereceram sacrifícios durante sete dias, de acordo com o que está determinado para cada dia. 5Ofereceram diariamente sacrifícios de animais queimados e sacrifícios próprios para a festa da lua nova e para todas as festas do SENHOR, bem como outros sacrifícios espontâneos individuais. 6Começaram a oferecer ao SENHOR holocaustos de animais, a partir do primeiro dia do sétimo mês, apesar de não se ter ainda começado a reconstrução do templo. 7Pagou-se em dinheiro aos pedreiros e carpinteiros e fez-se o pagamento em víveres, bebidas e azeite aos sidónios e aos tírios, que fizeram chegar as madeiras de cedro do Líbano até ao mar de Jafa, de acordo com a autorização de Ciro, rei da Pérsia. 8E assim, no segundo ano da sua chegada ao lugar do templo, em Jerusalém, precisamente no segundo mês, deu-se início às obras da reconstrução do templo. Zorobabel, filho de Salatiel e Josué, filho de Joçadac, com os seus companheiros, os sacerdotes, os levitas, e com todos os outros que tinham regressado do cativeiro, deitaram mãos à obra, ficando os levitas com mais de vinte anos a dirigir os trabalhos. 9Josué, com os seus filhos e irmãos, juntamente com Cademiel e seus filhos, que eram descendentes de Judá, e com os companheiros, puseram-se a dirigir os que trabalhavam no templo de Deus. Juntamente com eles dirigiam também os trabalhos os levitas descendentes de Henadad. 10Quando os operários assentaram os alicerces do templo do SENHOR, apresentaram-se os sacerdotes, com as suas vestes de cerimónia e com trombetas. Também os levitas descendentes de Assaf louvavam o SENHOR com os seus címbalos, segundo as normas que tinha dado David, rei de Israel. 11Cantaram louvores ao SENHOR, repetindo o refrão: «Ele é bom e é eterno o seu amor por Israel!» E todo o povo gritava com alegria e louvava o SENHOR, por se ter começado a reconstruir o templo. 12Muitos dos sacerdotes, levitas e chefes de família, eram pessoas já idosas, que tinham conhecido o primeiro templo. Ao verem agora serem lançados os fundamentos do novo templo, começaram a chorar em voz alta. Mas havia muita gente que gritava de alegria. 13E ninguém podia distinguir quais os gritos de alegria e os de choro, pois a gritaria era tanta que se ouvia muito longe.

will be added

X\