Ezequiel 28

1O SENHOR dirigiu-me a palavra e disse-me: 2«Homem, mostra ao rei de Tiro o que eu, o SENHOR Deus, tenho para lhe dizer: “Inchado de orgulho, pensas que és um deus; dizes que te sentas no trono como um deus, rodeado pelos mares. Tu podes pretender que és um deus, mas és um simples mortal e não um deus. 3Podes pensar que és mais sábio do que Daniel, que possuis a chave de todos os segredos. 4A tua sabedoria e capacidade fizeram-te rico, arrecadando tesouros de ouro e de prata. 5Com a tua grande esperteza e sabedoria fizeste bons negócios que te deixaram grande lucro. E orgulhas-te agora da tua riqueza! 6Agora, pois, eis o que eu, o SENHOR Deus, tenho para te comunicar. Já que pretendes ser tão grande como um deus, 7vou fazer com que inimigos terríveis te ataquem sem piedade. Eles destruirão com a sua espada tudo o que de belo tu adquiriste, pela tua sabedoria e capacidade. 8Os teus inimigos hão-de matar-te e hão-de atirar-te ao abismo. 9Quando te forem matar, ainda pensarás que és um deus? Quando te vires diante dos teus assassinos, verás que és um simples mortal e que não és divino. 10Morrerás como um cão, às mãos de estrangeiros. Palavra do SENHOR!”» 11O SENHOR dirigiu-me a sua palavra de novo e disse-me: 12«Homem, faz uma lamentação para o rei de Tiro. Mostra-lhe o que eu, o SENHOR Deus, tenho para lhe comunicar: “Ó rei, tu foste um exemplo de perfeição. Eras muito sábio e bem parecido! 13Vivias no Éden, o jardim de Deus, coberto de jóias de toda a qualidade: rubis, diamantes, topázio, berilo, ónix, jaspe, safira, esmeralda e crisólito. Tambores e flautas cravejados de ouro estavam à tua disposição, desde o dia em que foste criado. 14Coloquei-te como um querubim protector; vivias no meu santo monte e andavas por entre jóias cintilantes. 15Tudo o que fazias era perfeito, desde o dia em que foste criado, até que começaste a praticar o mal. 16Ocupavas-te a comprar e vender, e isso levou-te a cometer violência e a fazer o mal. Por isso, te obriguei a deixar o meu santo monte. Afastei-te, ó querubim protector, do meio do brilho das pedras preciosas. 17Orgulhavas-te da tua formosura e a tua fama levava-te a proceder como um louco. Por isso, deitei-te por terra e fiz de ti um aviso para os outros reis. 18Procedeste com tanta maldade nos teus negócios que os teus lugares de culto foram profanados. Por isso, pus fogo à tua cidade e arrasei-a por completo. Quem olhe para ti hoje, não vê mais do que cinzas espalhadas pelo chão. 19Todos os que te conhecem entre os povos ficarão aterrorizados por tua causa, com medo que lhes aconteça o mesmo que a ti, que nunca mais te levantarás.”» 20O SENHOR dirigiu-me a palavra e disse-me: 21«Homem, anuncia a minha mensagem contra a cidade de Sídon. 22Mostra ao povo que eu, o SENHOR Deus, tenho para lhes comunicar o seguinte: “Eu estou contra ti, cidade de Sídon! E ficarei cheio de glória pelo que te vou fazer. Todos ficarão a saber que eu sou o SENHOR, quando castigar os que aí vivem; mostrando a minha santidade. 23Farei com que os teus habitantes fiquem doentes e o sangue corra pelas tuas ruas. Serás atacada por todos os lados e os teus habitantes serão mortos. E todos ficarão a saber que eu sou o SENHOR.”» 24O SENHOR dirigiu-me a palavra e disse-me: «Nenhuma das nações vizinhas voltará a escarnecer de Israel, nem a picá-lo como espinhos e a feri-lo como silvas. E todos ficarão a saber que eu sou o SENHOR Deus. 25Pois eu, o SENHOR Deus, declaro que vou reunir de novo o povo de Israel, trazendo-o das nações por onde foi espalhado e os povos saberão que eu sou santo. O povo viverá na sua própria terra, na terra que dei ao meu servo Jacob. 26Ali viverão em segurança, construirão casas e plantarão vinhas. Castigarei os seus vizinhos, que os trataram com desdém, e Israel viverá em segurança. Ficarão então a saber que eu sou o SENHOR Deus.»

will be added

X\