Êxodo 5

1Depois disto, Moisés e Aarão foram dizer ao faraó: «Assim diz o SENHOR, o Deus de Israel: “Deixa ir o meu povo ao deserto, para lá fazerem uma festa em minha honra.”» 2O faraó respondeu: «Quem é esse SENHOR para que eu seja obrigado a obedecer às suas ordens e a deixar ir os israelitas? Não conheço o SENHOR, nem tão-pouco quero deixar sair os israelitas.» 3Eles responderam: «O Deus dos hebreus veio ao nosso encontro; portanto, deixa-nos ir ao deserto, a uma distância de três dias de caminho, oferecer sacrifícios ao SENHOR, para evitar que ele nos castigue com a peste ou com alguma guerra.» 4Então o rei do Egipto respondeu: «Moisés e Aarão, por que é que afastam o povo do seu trabalho? Voltem para os vossos trabalhos!» 5E acrescentou: «Agora que esse povo é já tão grande no país, vão desviá-lo dos seus trabalhos?» 6Nesse mesmo dia, o faraó ordenou aos inspectores e capatazes: 7«Daqui em diante não forneçam mais palha para os israelitas fazerem os tijolos, como têm fornecido até agora. Eles que vão procurar a palha! 8Mas exijam-lhes a mesma quantidade de tijolos que têm feito até aqui. Nem um tijolo menos! São uns preguiçosos e por isso gritam: “Queremos ir oferecer sacrifícios ao nosso Deus!” 9Sobrecarreguem essa gente com mais trabalho, mantenham-nos ocupados para que não dêem ouvidos às mentiras que lhes vêm contar.» 10Os inspectores e capatazes foram dizer ao povo: «Oiçam o que diz o faraó: “Daqui para o futuro não vos fornecerei mais palha. 11Vão antes buscá-la onde a encontrarem, mas não haverá redução no vosso trabalho.”» 12Os israelitas espalharam-se então por todo o Egipto, para juntarem restolho em vez de palha. 13Os inspectores apertavam com eles e diziam: «Acabem o vosso trabalho de hoje, porque a tarefa para cada dia é a mesma, como quando lhes fornecíamos palha.» 14Chegaram a chicotear os capatazes israelitas nomeados pelos inspectores do faraó, dizendo-lhes: «Por que não completaram, nem ontem nem hoje, a quantidade de tijolos que faziam antes?» 15Os capatazes israelitas foram queixar-se ao faraó, dizendo-lhe: «Por que procedes assim com os teus servos? 16Já não nos fornecem palha e, no entanto, exigem-nos que fabriquemos os mesmos tijolos e chicoteiam estes teus servos. A culpa é do teu povo!» 17O faraó respondeu: «Vocês são uns preguiçosos! Sim, uns preguiçosos! Por isso, é que andam a dizer: “Queremos ir oferecer sacrifícios ao SENHOR!” 18Vão mas é trabalhar! Ninguém vos fornecerá palha, mas têm de apresentar a mesma quantidade de tijolos!» 19Os capatazes israelitas reconheceram que estavam numa situação difícil, por terem ouvido que não podiam reduzir a quantidade de tijolos na entrega de cada dia. 20Ao saírem do palácio do faraó encontraram Moisés e Aarão, que estavam fora do palácio à espera deles, 21e disseram-lhes: «Que o SENHOR veja bem o que fizeram e vos castigue por isso. Porque vocês é que têm a culpa de o faraó e os seus funcionários nos verem com maus olhos. Puseram nas suas mãos a espada com que eles nos vão matar.» 22Moisés dirigiu-se a Deus e disse: «Ó meu SENHOR, por que tratas mal este povo? Por que me enviaste? 23Desde que fui falar com o faraó em teu nome, ele tem maltratado ainda mais o povo; e tu nada fizeste para o livrar.»

will be added

X\