Êxodo 18

1Jetro, sacerdote de Madiã, sogro de Moisés, soube de tudo quanto Deus tinha feito por Moisés e por Israel, seu povo, e soube também que o SENHOR tinha libertado Israel do Egipto. 2Então Jetro, sogro de Moisés, levou consigo Séfora, mulher de Moisés, que ele tinha enviado para sua casa, 3juntamente com os seus dois filhos. Um dos filhos chamava-se Gerson, porque Moisés tinha dito: «Tenho sido um estrangeiro em terra estranha.» 4O outro filho chamava-se Eliézer, porque Moisés tinha dito: «O Deus do meu pai veio ajudar-me e livrou-me de ser morto pelo faraó.» 5Jetro, levando consigo a sua filha, mulher de Moisés, e os dois filhos de Moisés, foi ter com ele ao deserto onde estava acampado, junto do monte de Deus. 6Ele mandou dizer a Moisés: «Eu, teu sogro Jetro, venho visitar-te acompanhado da tua mulher e dos teus dois filhos.» 7Moisés foi ao encontro do sogro, inclinou-se diante dele e beijou-o. Depois de se terem informado da saúde um do outro, entraram para a tenda de Moisés. 8Moisés contou ao sogro tudo o que o SENHOR tinha feito ao faraó e aos egípcios por amor de Israel, todas as dificuldades por que passaram durante o caminho e a forma como o SENHOR os tinha libertado. 9Jetro ficou contente com a grande bondade que o SENHOR tinha mostrado para com os filhos de Israel e por os ter libertado do poder dos egípcios. 10Jetro exclamou então: «Bendito seja o SENHOR que vos livrou do poder do faraó e dos egípcios; que livrou este povo do poder opressor do Egipto. 11Reconheço agora que o SENHOR está acima de todos os deuses, porque ele fez isso, quando os egípcios tratavam os israelitas com tanta insolência.» 12Jetro ofereceu depois um animal em sacrifício, em honra de Deus, e fez ainda outras ofertas. Aarão e todos os anciãos de Israel tomaram parte na refeição sagrada com o sogro de Moisés, na presença de Deus. 13No dia seguinte, Moisés pôs-se a julgar os casos apresentados pelos israelitas. E eles estiveram todo o dia de pé diante dele. 14Ao ver ao que Moisés sujeitava o povo, o sogro disse-lhe: «Que estás tu a fazer a esta gente? Por que te sentas sozinho para julgar e deixas esta multidão de pé, diante de ti, durante todo o dia?» 15Moisés respondeu: «É que o povo vem procurar-me para obter de Deus uma resposta. 16Quando têm alguma questão, vêm ter comigo para que eu julgue entre as duas partes em litígio. Eu dou-lhes assim a conhecer os mandamentos e as leis de Deus.» 17Mas Jetro disse-lhe: «Não estás a proceder bem. 18Acabas por te cansar a ti e a todo este povo que está contigo. A tarefa é demasiadamente pesada para ti e não podes suportá-la sozinho. 19Escuta o conselho que te vou dar e que Deus te ajude. Deves manter-te diante do SENHOR, como representante do povo, e apresentar-lhe os seus problemas. 20Ensina-lhes os preceitos e as leis de Deus, indica-lhes o caminho que devem seguir e o que devem fazer. 21Escolhe porém, dentre o povo, homens capazes, que respeitem a Deus, que sejam honestos e não interesseiros. Nomeia esses homens como chefes de grupos de mil, de cem, de cinquenta e de dez homens. 22Que eles sejam juízes para o povo, em qualquer momento, e te apresentem só as questões de maior importância, encarregando-se eles das causas menores. Assim te aliviarão desta responsabilidade e te ajudarão a cumpri-la. 23Se fizeres isso, e se Deus te transmitir as suas ordens, poderás continuar com a tua missão e todo este povo irá em paz para suas casas.» 24Moisés ouviu o conselho do seu sogro e fez tudo como ele disse. 25Escolheu homens capazes em todo o Israel e colocou-os à frente do povo como chefes de mil, de cem, de cinquenta e de dez homens. 26Eles resolviam as questões do povo em qualquer momento e apresentavam a Moisés os casos mais graves, decidindo eles os de menor importância. 27Moisés despediu-se do sogro e Jetro regressou à sua terra.

will be added

X\