2 Samuel 17

1Aitofel disse depois a Absalão: «Deixa-me escolher doze mil homens e partir em perseguição de David, esta noite mesmo. 2Vou surpreendê-lo no momento em que estiver cansado e desmoralizado. Vou pô-lo em pânico e todos os que estiverem com ele fugirão. O rei ficará sozinho e hei-de matá-lo. 3Desta feita, farei com que o povo se volte para ti. Desde o momento que o homem de quem tu procuras desembaraçar-te estiver morto, todo o povo voltará para ti e viverá em paz e sossego.» 4Esta proposta pareceu certa a Absalão e a todos os anciãos de Israel. 5Mas Absalão ordenou, depois: «Chamem Huchai, o arquita, para ouvirmos também o seu parecer.» 6Quando Huchai chegou, Absalão disse-lhe: «É este o parecer de Aitofel. Que te parece? Devemos escutá-lo? Se não estiveres de acordo, apresenta a tua proposta.» 7E Huchai respondeu a Absalão: «Desta vez, o conselho dado por Aitofel não é o melhor. 8Conheces bem o teu pai e os seus homens, como eles são fortes e valentes e, para mais, agora que estão desesperados como uma ursa que ficou sem o seu filho na selva. Além disso, o teu pai, como bom estratega militar, não passará esta noite com os outros. 9Ele agora deve estar escondido em alguma gruta ou em qualquer outro lugar. Se acontecer que haja vítimas nas nossas fileiras, logo se espalhará a notícia de que o exército de Absalão sofreu baixas. 10Então até os mais valentes vão desanimar, mesmo que tenham um coração de leão, pois todos os israelitas sabem que o teu pai é um combatente muito corajoso e conta com soldados cheios de bravura. 11Por isso, o meu conselho é o seguinte: mobiliza todos os soldados israelitas, desde Dan, ao norte, até Bercheba, ao sul, tantos como os grãos de areia da praia. E depois vai para o combate com eles. 12Atacaremos David em qualquer lugar em que se encontre. Cairemos sobre ele como o orvalho cai em cima da terra. E nem ele escapará, nem nenhum dos seus homens. 13Se eles se refugiarem numa cidade, os nossos soldados israelitas utilizarão cordas para arrastar essa cidade até à torrente mais próxima, de modo que não fique nem uma só pedra no lugar.» 14Absalão e os israelitas acharam o conselho de Huchai, o arquita, melhor que o de Aitofel. O SENHOR decidira frustrar o conselho de Aitofel que era, de facto, o melhor. Mas fez isto para lançar a desgraça sobre Absalão. 15Huchai transmitiu aos sacerdotes Sadoc e Abiatar o que Aitofel tinha proposto a Absalão e aos anciãos de Israel e o que ele próprio também tinha proposto. 16Depois acrescentou: «Enviem a David, o mais depressa possível, esta mensagem: “Não fique esta noite na planície do Jordão.” É preciso a todo o custo que ele atravesse o rio, para não ser exterminado com todos os seus homens.» 17Jónatas e Aimás estavam à espera em En-Roguel. Uma criada devia ir-lhes levar as notícias, que eles depois iriam transmitir a David. Eles não podiam entrar na cidade, para não serem vistos. 18Um jovem, porém, viu-os e avisou Absalão. Então os dois fugiram a toda a pressa; chegaram a casa de um habitante de Baurim que tinha um poço no seu quintal, e esconderam-se dentro dele. 19A dona da casa pegou numa manta, estendeu-a na boca do poço e sobre ela espalhou grãos, de modo que ninguém suspeitava de nada. 20Os enviados de Absalão entraram na casa da mulher e perguntaram-lhe: «Onde estão Aimás e Jónatas?» Ela respondeu-lhes: «Já passaram o reservatório de água!» Os enviados procuraram-nos, mas não os encontraram e acabaram por voltar para Jerusalém. 21Depois da partida deles, Aimás e Jónatas saíram do poço e foram avisar o rei David sobre o conselho que Aitofel tinha dado. Em conclusão, disseram-lhe: «É preciso que o rei atravesse o rio o mais depressa possível.» 22Imediatamente, David e os seus homens puseram-se a atravessar o Jordão. Pela manhã não havia um só que não tivesse atravessado o rio. 23Aitofel, ao ver que o seu conselho não tinha sido seguido, aparelhou o seu jumento e partiu para a cidade onde vivia, fez o seu testamento e enforcou-se. Foi sepultado no túmulo de seu pai. 24David chegou a Manaim, quando Absalão, com todas as tropas israelitas, passava o rio Jordão. 25Absalão colocou Amassá à frente do exército, em lugar de Joab. Amassá era filho dum israelita chamado Jitra, que se unira a Abigal, filha de Naás e irmã de Seruia, mãe de Joab. 26Absalão e os israelitas acamparam na terra de Guilead. 27Logo que David chegou a Manaim, Chobi, filho de Naás, da cidade de Rabá, capital dos amonitas, Maquir, filho de Amiel de Lo-Dabar e Barzilai, de Roguelim, na terra de Guilead, 28trouxeram a David e aos seus homens: colchões, louças e panelas; trigo, cevada, farinha, grão torrado, favas e lentilhas; 29mel, manteiga, queijos de ovelha e de vaca. Agiram deste modo porque pensaram que aquela gente devia estar cheia de fome, de fadiga e de sede, por causa do deserto.

will be added

X\