2 Reis 13

1No vigésimo terceiro ano do reinado de Joás, filho de Acazias, rei de Judá, Joacaz, filho de Jeú, tornou-se rei em Israel. Reinou dezassete anos, em Samaria. 2Fez aquilo que desagrada ao SENHOR, pois cometeu os mesmos pecados com que Jeroboão, filho de Nebat, fez pecar Israel, e não se afastou deles. 3Por isso, o SENHOR se encheu de ira contra os israelitas e os entregou nas mãos de Hazael, rei da Síria, e depois na de Ben-Hadad, filho de Hazael. Isto durou muito tempo. 4Então Joacaz pediu clemência ao SENHOR e o SENHOR escutou a sua oração. Vendo de que maneira o rei da Síria oprimia os israelitas, 5o SENHOR deu-lhes um libertador. Livres do poder dos arameus, os israelitas passaram a viver em paz, como antes. 6Porém não se afastaram dos pecados cometidos pelos descendentes de Jeroboão, que fez pecar Israel, antes continuaram pecando; até o ídolo de Achera era adorado em Samaria. 7O exército de Joacaz ficou reduzido a cinquenta soldados de cavalaria, dez carros de combate e dez mil soldados de infantaria, porque o rei da Síria tinha destruído e desfeito em pó o seu exército. 8O resto da história de Joacaz, os seus feitos e façanhas, está tudo escrito no livro das Crónicas dos Reis de Israel. 9Quando Joacaz morreu, foi sepultado com os seus antepassados, em Samaria. Sucedeu-lhe no trono o seu filho Joás. 10No trigésimo sétimo ano do reinado de Joás, rei de Judá, Joás, filho de Joacaz, tornou-se rei em Israel. Reinou dezasseis anos, em Samaria. 11O seu procedimento desagradou ao SENHOR e não se afastou dos pecados de Jeroboão, filho de Nebat, que fez pecar Israel, antes os imitou. 12O resto da história de Joás, os seus feitos e façanhas, e a guerra que moveu contra Amazias, rei de Judá, está tudo escrito no livro das Crónicas dos Reis de Israel. 13Quando morreu, foi sepultado junto dos reis de Israel, em Samaria. Sucedeu-lhe no trono o seu filho Jeroboão. 14O profeta Eliseu foi atingido por uma doença, da qual viria a morrer. Joás, rei de Israel, foi visitá-lo, inclinou-se a chorar sobre o rosto do profeta e disse-lhe: «Meu pai, meu pai! Defensor e condutor de Israel!» 15Eliseu disse ao rei: «Traz-me um arco e flechas.» Joás levou-lhe o arco e as flechas 16e Eliseu disse-lhe para se preparar para disparar. O rei assim fez. O profeta colocou a sua mão sobre a mão do rei 17e disse: «Abre a janela do lado do oriente.» Joás abriu-a. «Atira uma flecha!», ordenou Eliseu. Quando o rei disparou a flecha, o profeta exclamou: «Tu és a flecha do SENHOR, com a qual ele vencerá os arameus. Hás-de derrotá-los em Afec e exterminá-los!» 18Então Eliseu disse ao rei para disparar as outras flechas contra o chão. O rei disparou três vezes contra o chão e parou. 19Isto fez encolerizar Eliseu, que lhe disse: «Deverias ter disparado cinco ou seis vezes, para obteres uma vitória completa sobre os arameus; mas agora só os derrotarás três vezes!» 20Eliseu morreu e foi sepultado. Todos os anos, guerrilheiros moabitas costumavam invadir a terra de Israel. 21Uma vez, durante um funeral, foi avistado um bando desses guerrilheiros e os que levavam o corpo atiraram-no para o túmulo de Eliseu e fugiram. Quando o cadáver tocou nos ossos de Eliseu, voltou à vida e pôs-se de pé. 22Hazael, rei da Síria, oprimiu os israelitas durante todo o reinado de Joacaz. 23Porém o SENHOR compadeceu-se e usou de misericórdia para com eles. Não deixou que os destruíssem e ajudou-os, por causa da sua aliança com Abraão, Isaac e Jacob. E, até agora, o SENHOR nunca esqueceu o seu povo. 24Por morte de Hazael, rei da Síria, sucedeu-lhe no trono o seu filho Ben-Hadad. 25O rei Joás, filho de Joacaz, derrotou Ben-Hadad três vezes e reconquistou as cidades que Ben-Hadad tinha ocupado, durante o reinado de Joacaz, o pai do rei Joás.

will be added

X\