2 Coríntios 7

1Queridos amigos, estas promessas são para nós. Portanto, purifiquemo-nos de todas as imperfeições do corpo e do espírito e vivamos com toda a santidade e respeito para com Deus. 2Deixem-nos dizer-vos mais: não ofendemos, nem prejudicámos, nem enganámos ninguém. 3E não digo isto para vos condenar. Já disse que vos trago no coração, para a vida e para a morte. 4Tenho imensa confiança a vosso respeito e estou muito contente convosco. Isto enche-me de coragem e faz-me transbordar de alegria na tribulação. 5Quando chegámos à Macedónia não encontrámos descanso para as nossas canseiras. Pelo contrário, em tudo sentimos aflições: com os outros, desentendimentos; dentro de nós, angústias. 6Mas Deus, que dá coragem aos aflitos, veio encorajar-nos com a chegada de Tito. 7E não foi só a sua vinda que nos animou. Foi também o saber do conforto que ele recebeu da vossa parte. Falou-nos das vossas saudades e do desejo que têm de nos ver e do interesse que mostram por mim. E isto ainda me deu mais alegria. 8Se, de facto, vos causei tristeza com a minha carta, não estou arrependido. Bem sei que ela vos causou, naquele momento, muita tristeza. Mas ainda que isso me tenha feito pena, 9agora fico contente, não porque ficaram tristes, mas porque essa tristeza vos levou ao arrependimento. Essa tristeza era da vontade de Deus. Não vos causei com isso nenhum prejuízo. 10Pois a tristeza que Deus quer leva à mudança de vida e conduz à salvação, da qual nunca nos arrependemos, ao passo que a tristeza inspirada em motivos humanos produz a morte. 11Reparem bem naquilo que essa tristeza, inspirada na vontade de Deus, vos veio trazer. Que fervor, que desculpas, que indignação, que respeito, que saudades, que dedicação e que coragem em castigar o culpado! Em tudo isto mostraram que não têm culpa no caso. 12E se eu vos escrevi, também não foi por causa da pessoa que fez o mal, nem por causa daquele que foi vítima disso. Foi antes para vos dar ocasião de mostrarem que diante de Deus continuam a ter dedicação por nós. 13Tudo isto nos veio confortar. Mas, para além desta consolação que recebemos, o que mais me alegrou foi ver também a alegria de Tito. Ele ficou muito satisfeito com a maneira como o receberam. 14Eu tinha-lhe falado a vosso respeito com certo orgulho, e não fiquei envergonhado. E assim como na vossa presença sempre disse a verdade, também o elogio que fizemos diante de Tito foi comprovado pelos factos. 15A ternura que temos para convosco aumentou ainda mais por causa da vossa obediência e porque o acolheram com submissão e respeito. 16Alegro-me porque são dignos da completa confiança que tenho a vosso respeito.

will be added

X\