2 Crónicas 29

1Ezequias subiu ao trono, quando tinha vinte e cinco anos de idade e reinou nove anos em Jerusalém. A sua mãe era Abias e era filha de Zacarias. 2Procedeu com rectidão diante do SENHOR, tal como o seu antepassado David. 3Logo no primeiro ano do seu reinado, no primeiro mês do ano, reabriu as portas do templo, depois de as ter reparado. 4Em seguida, convocou os sacerdotes e os levitas para uma reunião que teve lugar junto da praça oriental 5e disse-lhes: «Ó levitas, escutem-me! Purifiquem-se agora e purifiquem também o templo do SENHOR, Deus dos vossos antepassados. Retirem do santuário tudo o que seja impuro, 6porque os nossos pais foram infiéis para com o SENHOR nosso Deus. Fizeram coisas que lhe desagradaram e abandonaram-no. Desviaram os olhos do seu santuário e voltaram-lhe as costas. 7Fecharam mesmo as portas do templo, apagaram as lâmpadas e deixaram de oferecer incenso e holocaustos no santuário do Deus de Israel. 8Por isso, o SENHOR irritou-se com Jerusalém e com Judá e abandonou o seu povo à angústia. Fez com que se transformasse em objecto de espanto e de zombaria, como estão a ver com os vossos próprios olhos. 9Por isso, é que os nossos pais caíram mortos na guerra e as nossas mulheres e crianças foram para o cativeiro. 10Assim eu resolvi fazer uma aliança com o SENHOR, Deus de Israel, para que afaste de nós a sua ira. 11Portanto, meus amigos não percam tempo, pois foi a vocês que o SENHOR escolheu para estarem na sua presença, a fim de o servirem e oferecerem incenso em sua honra.» 12Começaram imediatamente a trabalhar os seguintes levitas: Maat, filho de Amassai e Joel, filho de Azarias, que eram descendentes de Queat; Quis, filho de Abdi e Azarias, filho de Jealel, descendentes de Merari; Joá, filho de Zima e Éden, filho de Joá, descendentes de Gerson; 13Chimeri e Jeiel, descendentes de Eliçafan; Zacarias e Matanias, descendentes de Assaf; 14Jeiel e Simei, descendentes de Heman; Chemaías e Uziel, descendentes de Jedutun. 15Estes homens reuniram os seus parentes e, depois de se terem purificado, foram purificar o templo por ordem do rei e conforme a vontade do SENHOR. 16Os sacerdotes dirigiram-se para o interior do templo para o purificarem. Retiraram para o átrio do templo todas as coisas impuras que lá se encontravam e os levitas, por sua vez levaram tudo aquilo para o vale do Cédron. 17Começaram a limpeza e purificação no primeiro dia do primeiro mês. No dia oito, já tinham chegado ao pórtico e, no dia dezasseis, terminaram. 18Depois foram ao palácio do rei Ezequias e disseram-lhe: «Já purificámos todo o templo do SENHOR: o altar dos holocaustos com todos os seus utensílios, a mesa para os pães consagrados, com todos os seus utensílios. 19Quanto aos objectos sagrados que o rei Acaz tinha profanado, durante o seu reinado, purificámo-los e de novo os consagrámos. Pusemo-los diante do altar do SENHOR.» 20Logo de manhã o rei Ezequias reuniu as autoridades da cidade e foi para o templo do SENHOR. 21Levaram sete bezerros, sete carneiros, sete cordeiros, sete bodes, para oferecerem em sacrifício, pelo pecado, em nome da família real, do povo de Judá e também pelo templo. O rei deu ordem aos sacerdotes descendentes de Aarão para oferecerem todos esses sacrifícios sobre o altar do SENHOR. 22Os sacerdotes mataram os bezerros, recolheram o sangue e salpicaram com ele o altar. Depois fizeram o mesmo com os carneiros e com os cordeiros. 23Quanto aos bodes que iam oferecer pelo perdão dos pecados, conduziram-nos diante do rei e da assembleia e tanto o rei como as outras pessoas, puseram as mãos sobre eles. 24Em seguida os sacerdotes mataram-nos e derramaram o sangue sobre o altar, para obterem o perdão dos pecados de todo o povo de Israel, pois o rei tinha dado ordem para se oferecer o holocausto e o sacrifício pelo pecado, em nome de todo o povo. 25O rei também colocou os levitas no templo com címbalos, liras e harpas, de acordo com as normas estabelecidas por David e pelos profetas do rei, Gad e Natan. Eram normas que vinham do SENHOR, por meio dos profetas. 26Os levitas ocuparam o seu lugar, com os instrumentos musicais de David e os sacerdotes com os seus cornetins. 27Ezequias mandou oferecer o holocausto sobre o altar. No momento em que ia começar o holocausto, principiaram os cânticos em honra do SENHOR, acompanhados pelo toque dos cornetins e pelos instrumentos musicais estabelecidos por David, rei de Israel. 28A assembleia estava inclinada, em atitude de oração, enquanto os cantores entoavam o cântico e os sacerdotes tocavam os cornetins, isto até terminar a oferta do holocausto. 29Quando terminou, o rei e todos os que o acompanhavam, inclinaram-se profundamente em adoração. 30O rei e as autoridades ordenaram aos levitas que louvassem o SENHOR com os cânticos de David e do profeta Assaf. Cantaram com alegria e inclinaram-se também em adoração. 31O rei Ezequias tomou a palavra para dizer: «Agora que têm as mãos cheias de ofertas para o SENHOR aproximem-se e ofereçam sacrifícios de comunhão e de acção de graças pelo templo.» A multidão apresentou então as suas ofertas para os diversos sacrifícios e aqueles que puderam ofereceram igualmente holocaustos. 32Ofereceram ao todo, para holocaustos, setenta bois, cem carneiros e duzentos cordeiros. 33Além disso, ofereceram seiscentos bois e três mil ovelhas para outros sacrifícios. 34Os sacerdotes presentes eram poucos e não bastavam para tirar a pele a todos os animais destinados ao holocausto. Por isso, os seus companheiros levitas deram-lhes ajuda até terminarem a sua tarefa e até que os outros sacerdotes se purificassem. De facto os levitas mostraram-se mais interessados em se purificarem do que os sacerdotes. 35Além dos numerosos holocaustos, acompanhados das respectivas ofertas de vinho, ofereceram ainda a parte das gorduras dos sacrifícios. Foi assim restabelecido o culto no templo do SENHOR. 36Ezequias e todo o povo tiveram muita alegria por tudo aquilo que Deus lhes tinha permitido fazer em tão pouco tempo.

will be added

X\