2 Crónicas 16

1No ano trinta e seis do reinado de Asa, o rei Basa de Israel invadiu Judá e fortificou a cidade de Ramá, a fim de cortar todas as comunicações com Asa, rei de Judá. 2Perante isto, o rei Asa retirou prata e ouro dos tesouros do templo e do palácio real, para os enviar a Ben-Hadad, rei da Síria, que tinha a sua residência em Damasco. Mandou-lhe dizer o seguinte: 3«Vamos fazer uma aliança, tu e eu, como fizeram os nossos pais. Envio-te aqui prata e ouro. Rompe a tua aliança com Basa, rei de Israel, para ele deixar de atacar o meu território.» 4Ben-Hadad aceitou a proposta de Asa e mandou os chefes das suas tropas atacar as cidades de Israel. Conquistaram Ion, Dan, Abel-Maim e todas as cidades de Neftali, com os seus armazéns. 5Quando Basa soube disto, interrompeu os trabalhos da fortificação de Ramá. 6O rei Asa convocou então o povo de Judá, para retirarem de Ramá as pedras e a madeira que Basa tinha usado para fortificar Ramá; e com esses materiais construíram as fortificações de Guibeá e de Mispá. 7Por aquela altura, o profeta Hanani foi ter com o rei Asa, para lhe dizer: «Uma vez que não foste procurar apoio no SENHOR, teu Deus, e foste procurá-lo no rei da Síria, o exército do rei da Síria escapou das tuas mãos. 8Não formavam os etíopes e os líbios um forte exército, com uma cavalaria poderosa e com carros de combate? Apesar disso, o SENHOR colocou-os nas tuas mãos, porque te apoiaste nele. 9É que o SENHOR está atento ao que se passa na terra, para dar força aos que confiam nele com todo o coração. Ora tu, neste ponto procedeste loucamente. Por isso, daqui em diante terás de enfrentar guerras.» 10Asa ficou irritado com o profeta e mandou-o meter na cadeia, por causa das suas palavras. E por essa ocasião também tratou com dureza outras pessoas. 11A história de Asa, desde o princípio ao fim, está escrita no Livro dos reis de Judá e de Israel. 12No ano trinta e nove do seu reinado, Asa foi atingido com uma grave doença nos pés; e também na doença, em vez de recorrer ao SENHOR, voltou-se para os médicos. 13Morreu no ano quarenta do seu reinado, indo juntar-se aos seus antepassados 14e foi sepultado na cidade de David; no sepulcro que ele tinha preparado. Foi colocado num leito cheio de perfumes, preparados segundo a arte dos perfumistas e fizeram em seguida uma grande fogueira em sua honra.

will be added

X\