2 Crónicas 13

1Abias subiu ao trono em Judá, no décimo oitavo ano do reinado de Jeroboão, e reinou três anos. 2A sua mãe chamava-se Macá e era filha de Uriel, de Guibeá. Houve guerra entre Abias e Jeroboão. 3Foi Abias quem começou a guerra, com um exército de quatrocentos mil soldados bem preparados. Jeroboão, por sua vez, alistou contra ele um exército de oitocentos mil homens, também eles bem preparados para combater. 4No cimo do monte Semaraim, que está nas montanhas de Efraim, Abias pôs-se a gritar: «Jeroboão e israelitas, escutem-me! 5Não sabem que o SENHOR Deus de Israel, deu para sempre a realeza sobre todo o povo de Israel a David e aos seus descendentes, por uma aliança eterna? 6Ora Jeroboão, filho de Nebat, que estava ao serviço de Salomão, revoltou-se contra o seu senhor. 7Juntaram-se a ele homens vadios e maus, que se opuseram a Roboão, filho de Salomão. E Roboão, que era jovem e sem experiência, não conseguiu resistir-lhes. 8Agora vocês tentam opôr-se à realeza que o SENHOR exerce no meio dos descendentes de David. Vocês são uma grande multidão e têm os bezerros de ouro que Jeroboão mandou fazer, para serem os vossos deuses. 9Já expulsaram os sacerdotes do SENHOR, os descendentes de Aarão e os levitas e, nomearam, para os substituir, sacerdotes como os das nações pagãs. Qualquer um que tenha vindo com um touro e sete carneiros foi consagrado sacerdote dos falsos deuses. 10Nós, pelo contrário, temos o SENHOR como nosso Deus e não o abandonámos. Os nossos sacerdotes, que estão ao serviço do SENHOR, são os descendentes de Aarão e temos também os levitas a desempenharem outras funções. 11De manhã e de tarde, eles oferecem ao SENHOR holocaustos e incenso; apresentam os pães consagrados sobre mesas ritualmente puras e todas as tardes acendem as lâmpadas que ardem no candelabro de ouro. Nós temos cuidado em observar o que o SENHOR, nosso Deus, mandou, ao passo que vocês abandonaram-no. 12Deus está connosco e à nossa frente e estão à nossa frente também os seus sacerdotes, prontos para tocarem os cornetins que darão o grito de guerra contra vocês. Portanto, ó israelitas, não combatam contra o SENHOR, Deus dos vossos antepassados, porque não conseguirão vencer.» 13Jeroboão tinha dado ordens para que alguns soldados fizessem uma emboscada aos judeus para os atingirem pela retaguarda. Deste modo, o grosso do exército atacava os de Judá pela frente e a emboscada atacava pela retaguarda. 14As tropas de Judá, ao olharem para trás deram-se conta de que estavam a ser atacadas pela frente e pela retaguarda. Invocaram então o SENHOR e os sacerdotes tocaram os cornetins. 15Quando os de Judá lançaram o grito de guerra, Deus derrotou Jeroboão e todo o povo de Israel diante de Abias e de Judá. 16Os israelitas fugiram diante dos soldados de Judá e Deus entregou-os nas mãos destes. 17Abias e o seu exército fizeram uma grande mortandade no exército de Israel. Deixaram por terra quinhentos mil dos melhores soldados de Israel. 18Naquela ocasião, os israelitas ficaram humilhados, ao passo que os homens de Judá saíram vitoriosos, porque se apoiaram no SENHOR, Deus dos seus antepassados. 19Abias perseguiu Jeroboão e arrebatou-lhe as cidades de Betel, Jessana e Efravin com as suas respectivas aldeias. 20Enquanto Abias viveu, Jeroboão não conseguiu recuperar a sua força. Finalmente o SENHOR mandou-lhe uma doença e ele morreu. 21Abias, pelo contrário, aumentou o seu poder. Teve catorze mulheres, vinte e dois filhos e dezasseis filhas. 22O resto da história de Abias, tudo o que ele disse e fez, encontram-se no Comentário do profeta Jedo. 23Quando Abias morreu, foi sepultado na cidade de David. Sucedeu-lhe o filho Asa e durante o seu reinado houve paz no país durante dez anos.

will be added

X\