1 Samuel 6

1A arca da aliança do SENHOR já estava há sete meses entre os filisteus. 2Então eles chamaram os sacerdotes e os magos e perguntaram-lhes: «Que devemos fazer com a arca do SENHOR? Como é que havemos de a mandar para o lugar de onde veio?» 3Eles responderam: «Se querem devolver a arca do Deus de Israel, não a devem mandar sem mais nada; devem mandar uma oferta em desagravo do vosso pecado. Assim ficarão curados e saberão por que motivo Deus vos estava a castigar.» 4O povo perguntou-lhes: «Que género de oferta devemos enviar?» Eles responderam: «Cinco modelos dos tumores em ouro e cinco modelos de ratos também em ouro, porque são cinco os chefes dos filisteus, uma vez que o mesmo castigo vos atingiu junto com os vossos chefes. 5Devem fazer estes modelos dos tumores e dos ratos que destroem a vossa terra, reconhecendo o poder do Deus de Israel. Desta maneira talvez ele deixe de vos castigar tão severamente, bem como aos vossos deuses e à vossa terra. 6Que é que ganham em serem teimosos como foram os egípcios e o faraó? Não se esqueçam que Deus castigou os egípcios duramente até serem obrigados a deixar sair os israelitas do Egipto. 7Preparem, pois, um carro de bois novo, puxado por duas vacas com crias que ainda não usaram a canga; ponham as vacas ao carro e levem as crias para o curral. 8Depois peguem na arca do SENHOR e coloquem-na no carro de bois. Os objectos de ouro que fizeram como oferta de desagravo pelos vossos pecados, ponham-nos dentro duma caixa e coloquem-nos ao lado da arca da aliança. Depois deixem ir o carro à vontade. 9Reparem bem na direcção que ele toma: se for na direcção de Israel, pelo caminho de Bet-Chemes, quer dizer que foi realmente o Deus de Israel que nos castigou desta maneira; em caso contrário, concluiremos que não foi ele que fez tal coisa, mas que se tratou apenas de uma fatalidade.» 10O povo filisteu assim o fez: atrelaram as duas vacas ao carro e deixaram as crias no curral. 11Colocaram depois a arca do SENHOR em cima do carro, com a caixa que tinha os modelos de ouro dos ratos e dos tumores. 12As vacas seguiram em direcção a Bet-Chemes e foram sempre por aquela estrada, sem nunca se desviarem, embora fossem sempre a mugir. Os cinco chefes dos filisteus seguiram atrás do carro até à fronteira com Bet-Chemes. 13O povo de Bet-Chemes andava a ceifar o trigo nos campos. De repente levantaram os olhos e viram a arca da aliança ao longe e ficaram muito contentes. 14O carro chegou ao campo dum homem chamado Josué, que vivia em Bet-Chemes, e parou lá, junto duma grande pedra. Do carro, o povo fez lenha para oferecer as vacas em sacrifício ao SENHOR. 15Os levitas tiraram do carro a arca do SENHOR e a caixa com os modelos de ouro e colocaram-nos na pedra grande. Depois o povo de Bet-Chemes matou alguns animais e ofereceu-os ao SENHOR, juntamente com outros sacrifícios. 16Os cinco chefes dos filisteus, depois de terem observado tudo isto, regressaram a Ecron, naquele mesmo dia. 17Os filisteus mandaram ao SENHOR os cinco modelos dos tumores em ouro, como oferta pelos seus pecados, um por cada uma das seguintes cidades: Asdod, Gaza, Ascalon, Gat e Ecron. 18Enviaram também os modelos em ouro dos ratos, um por cada uma das cidades governadas pelos cinco chefes dos filisteus, desde as cidades fortificadas até às aldeias sem muralhas. A grande pedra que está no campo de Josué de Bet-Chemes, onde colocaram a arca do SENHOR, ainda hoje recorda o que aconteceu. 19O SENHOR matou setenta homens de Bet-Chemes porque olharam para a arca da aliança. E o povo ficou consternado, porque o SENHOR lhe deu semelhante castigo. 20As pessoas de Bet-Chemes disseram: «Quem é que pode estar na presença do SENHOR, este Deus santo? Para onde é que o enviaremos, para que fique longe de nós?» 21Mandaram então mensageiros aos habitantes de Quiriat-Iarim, com estas palavras: «Os filisteus devolveram-nos a arca do SENHOR. Venham buscá-la e levem-na para aí.»

will be added

X\