1 Samuel 27

1Mesmo assim, David pensava: «Mais tarde ou mais cedo, Saul vai matar-me. O melhor que tenho a fazer é refugiar-me na terra dos filisteus. Dessa maneira, Saul deixará de me procurar no território de Israel e escaparei às suas mãos.» 2Por isso, David pôs-se a caminho com os seiscentos homens que estavam com ele e foi ter com Aquis, filho de Maoc, que era rei de Gat. 3Tanto ele como os seus homens ficaram a viver em Gat, com Aquis, cada qual com a sua família. David levou consigo as suas duas mulheres: Ainoam, que era de Jezrael e Abigail, a viúva de Nabal, que era de Carmelo. 4Quando Saul soube que David se tinha refugiado em Gat, deixou de o perseguir. 5David disse ao rei Aquis: «Se me tens amizade, peço-te que me deixes viver numa cidade do interior do país. Não faz sentido que este teu servo viva com o rei na sua capital.» 6Então o rei Aquis deu-lhe a cidade de Siclag, e é por isso que esta cidade tem pertencido ao reino de Judá até hoje. 7David viveu um ano e quatro meses no território dos filisteus. 8Nesse tempo, David e os seus homens atacavam os guechureus, guerizeus e amalecitas que viviam naquela região, desde há muito tempo. Essas incursões estendiam-se na direcção de Chur, e iam até ao Egipto. 9Devastavam o território, matando homens e mulheres e levando consigo ovelhas, vacas, burros, camelos e roupas. Depois regressava para junto de Aquis, 10que lhe perguntava: «Quem é que tu atacaste desta vez?» E David respondia-lhe: «Ataquei o sul de Judá, ou o sul de Jeramel ou o sul do território dos quenitas.» 11David não deixava ninguém com vida, com medo que fosse alguém a Gat contar o que ele fazia. Tal foi o seu procedimento, durante todo o tempo que viveu em território dos filisteus. 12Por seu lado, Aquis confiava em David e pensava: «David está a ser cada vez mais odiado pelo seu povo de Israel, e vai ser meu súbdito para sempre.»

will be added

X\