1 Samuel 16

1O SENHOR disse a Samuel: «Até quando vais andar triste por causa de Saul, se eu o rejeitei como rei de Israel? Enche o teu vaso de azeite e vai ter com Jessé, em Belém, porque escolhi um dos seus filhos para rei.» 2Mas Samuel respondeu: «Como posso fazer tal coisa? Se Saul vem a saber, mata-me.» O SENHOR disse-lhe: «Pega numa vitela e diz que a vais oferecer em sacrifício. 3Convidarás Jessé para o sacrifício e logo te direi o que deves fazer. Vais-me consagrar como rei aquele que eu te indicar.» 4Samuel fez o que o SENHOR lhe disse. Ao chegar a Belém, os anciãos da cidade saíram ao seu encontro com um certo medo e perguntaram-lhe: «A tua visita é de paz?» 5«Sim!», respondeu ele. «Eu vim aqui para oferecer sacrifícios ao SENHOR. Portanto, purifiquem-se e venham comigo também.» Disse a Jessé e aos seus filhos para se purificarem, e convidou-os em seguida para o sacrifício. 6Quando chegaram, Samuel viu Eliab, filho de Jessé e pensou que seria talvez esse o escolhido do SENHOR para ser consagrado rei. 7Mas o SENHOR avisou-o: «Não julgues pela sua aparência e pela sua estatura elevada, porque não foi esse que eu escolhi. Eu não julgo pelas aparências como vós julgais. Julgo pelo coração.» 8Jessé chamou depois Abinadab, apresentou-o a Samuel, mas Samuel disse-lhe: «Também não foi este que o SENHOR escolheu.» 9Em seguida, Jessé apresentou Chamá, mas Samuel disse que também não era aquele o escolhido do SENHOR. 10Desta maneira, Jessé apresentou a Samuel sete dos seus filhos; e Samuel foi dizendo que nenhum deles era o escolhido do SENHOR. 11Por fim, perguntou Samuel a Jessé: «Não tens mais filhos?» «Falta só o mais pequeno que anda a apascentar o rebanho» — disse Jessé. «Manda-o chamar» — ordenou Samuel, «porque não comeremos a oferta do sacrifício, enquanto ele não chegar.» 12Jessé mandou-o chamar. Era um rapaz bem parecido, saudável e de belo aspecto. O SENHOR disse então a Samuel: «É esse mesmo; consagra-o rei.» 13Samuel pegou no vaso de azeite e consagrou David como rei, na presença dos seus irmãos. E a partir daquele momento, o Espírito do SENHOR apoderou-se dele. Depois Samuel despediu-se e voltou para Ramá. 14Entretanto o SENHOR retirou o seu espírito de Saul e enviou-lhe um espírito mau, que o atormentava. 15Os seus servidores disseram-lhe: «Sabemos que és atormentado por um espírito mau, enviado por Deus. 16Dá-nos ordens para procurarmos alguém que saiba tocar harpa. E, assim, quando o espírito mau te atacar, tu ficarás melhor, ao ouvires o som da harpa.» 17Saul deu-lhes ordens para procurarem um homem que soubesse tocar bem harpa. 18Então um dos servidores disse: «Eu conheço um dos filhos de Jessé, de Belém, que sabe tocar muito bem. Além disso, é um homem corajoso e um valente guerreiro; fala com sensatez, tem boa apresentação e o SENHOR está com ele.» 19Saul mandou, pois, mensageiros a Jessé com o seguinte recado: «Manda-me o teu filho David, o que guarda o rebanho.» 20E Jessé mandou-lhe David com um jumento carregado de pão, um odre de vinho e um cabrito. 21Foi assim que David se apresentou a Saul para o servir. Saul começou a gostar muito dele e nomeou-o seu escudeiro. 22Depois Saul mandou dizer a Jessé: «Eu gosto de David. Deixa-o ficar ao meu serviço.» 23Dali para o futuro, sempre que o espírito mau enviado por Deus atacava Saul, David pegava na harpa e tocava. O espírito mau deixava Saul e este acalmava e sentia-se melhor.

will be added

X\