1 Samuel 12

1Samuel disse ao povo de Israel: «Dei-vos tudo quanto me pediram. Dei-vos um rei para vos governar, 2que já vos conduz no campo de batalha. Eu estou velho e de cabelos brancos e os meus filhos estão ao vosso lado. Tenho sido o vosso chefe, desde a minha juventude até agora. 3Aqui estou. Se fiz alguma coisa de mal digam-mo agora, na presença do SENHOR e na presença do rei que ele escolheu. Acaso me apoderei do boi ou do jumento de alguém? Acaso explorei ou oprimi alguém? Deixei-me subornar por alguém? Se fiz alguma destas coisas, tudo restituirei.» 4O povo respondeu: «Não! Tu nunca nos exploraste nem oprimiste e nunca aceitaste nada de ninguém.» 5Samuel voltou a dizer: «O SENHOR e o rei que ele escolheu são hoje testemunhas de que vocês nada encontraram de mal no meu proceder.» Eles responderam: «Sim, é verdade!» 6Samuel continuou: «O SENHOR escolheu Moisés e Aarão e libertou os vossos antepassados do Egipto. 7Preparem-se, porque eu vou discutir convosco diante do SENHOR a maneira como têm recebido tudo quanto o SENHOR fez para vos salvar e aos vossos antepassados. 8Depois de Jacob ter ido para o Egipto, os vossos antepassados pediram ajuda ao SENHOR e ele mandou Moisés e Aarão, que os retiraram do Egipto e os colocaram nesta terra. 9Mas eles esqueceram-se do SENHOR, seu Deus, e por isso entregou-os ao poder de Sísera, chefe dos exércitos da cidade de Haçor, ao poder dos filisteus e ainda do rei de Moab, e tiveram de lutar contra eles. 10Então suplicaram ao SENHOR: “Nós pecámos, porque te abandonámos, SENHOR, adorando os ídolos do deus Baal e da deusa Astarté. Livra-nos agora dos nossos inimigos e nós te serviremos!” 11E o SENHOR enviou Jerubaal, depois Bedan, depois Jefté e finalmente a mim, Samuel. Assim vos libertou dos vossos inimigos para poderem viver em paz. 12Mas quando viram que o rei Naás de Amon vos queria combater, disseram-me: “Nós queremos é um rei que nos governe.” Contudo o SENHOR, vosso Deus, é que é o vosso rei. 13Aqui têm, pois, o rei que quiseram e pediram. O SENHOR é que vos deu esse rei. 14Tudo estará bem convosco se honrarem o SENHOR, vosso Deus, se o servirem, se o ouvirem e obedecerem aos seus mandamentos e se, tanto vocês como o vosso rei, o seguirem. 15Pelo contrário, se não ouvirem o SENHOR, mas desobedecerem aos seus mandamentos, ele há-de castigar-vos, como fez aos vossos antepassados. 16Por isso, esperem aí e verão os prodígios que o SENHOR tem para vos mostrar. 17Estamos no tempo da ceifa do trigo, não é verdade? Mas eu vou invocar o SENHOR e ele mandará trovões e chuva. Desta maneira hão-de compreender que cometeram um grande pecado contra o SENHOR em lhe terem pedido um rei.» 18Samuel orou ao SENHOR e, naquele mesmo dia, o SENHOR mandou trovões e chuva. 19E todo o povo, cheio de temor pelo SENHOR e por Samuel, disse a Samuel: «Pede por nós ao SENHOR, teu Deus, para não morrermos. Agora compreendemos que, além de todos os nossos pecados, cometemos ainda mais este, o de pedirmos um rei.» 20Samuel respondeu-lhes: «Não tenham medo! É verdade que cometeram um grande erro. Mas não se afastem do SENHOR e sirvam-no com todo o coração. 21Não sigam os falsos deuses, porque eles não vos podem salvar nem ajudar, pois eles não são nada. 22O SENHOR prometeu firmemente que não vos abandonaria, pois decidiu que fossem o seu próprio povo. 23Quanto a mim, Deus me livre de pecar contra o SENHOR, deixando de lhe pedir por vós. Continuarei a ensinar-vos sempre o caminho bom e recto. 24Respeitem, pois, o SENHOR e sirvam-no com fidelidade e com todo o coração. Lembrem-se das maravilhas que ele fez no vosso meio! 25Mas se continuarem a praticar o mal, serão destruídos, assim como o vosso rei.»

will be added

X\