1 Samuel 10

1Então Samuel pegou num frasco de azeite e derramou-o sobre a cabeça de Saul. Depois beijou-o e disse-lhe: «O SENHOR consagrou-te como chefe do seu povo. 2Hoje mesmo, quando te separares de mim, encontrarás dois homens perto do túmulo de Raquel, em Selça, no território de Benjamim. Eles te dirão que os animais que procuras já foram encontrados. O teu pai já esqueceu o caso dos animais, mas está muito preocupado contigo e pergunta continuamente o que é que pode fazer pelo filho. 3Dali, seguirás sempre em frente até chegares ao carvalho sagrado do Tabor, onde encontrarás três homens que vão oferecer sacrifícios a Deus, em Betel. Um deles leva três cabritos, outro leva três pães e o terceiro um odre de vinho. 4Eles hão-de saudar-te e oferecer-te dois pães, que deves aceitar. 5Depois seguirás para a colina de Deus, Guibeá, onde se encontra um acampamento dos filisteus. Ao entrares na cidade, vais encontrar um grupo de profetas que desce do monte do sacrifício, tocando liras, tambores, flautas e harpas, em atitude de exaltação profética. 6Então o Espírito do SENHOR cairá sobre ti e tornar-te-ás profeta com eles, ficando um homem diferente. 7Quando vires que tudo isto acontece como eu te disse, faz tudo o que quiseres porque Deus está contigo. 8Depois vai para Guilgal e espera lá por mim. Mais tarde, irei lá ter contigo para oferecer a Deus holocaustos de animais e sacrifícios de comunhão. Espera lá por mim, durante sete dias. Quando eu chegar, te direi o que deves fazer.» 9Quando Saul se voltou para deixar Samuel, Deus transformou-o num homem diferente e tudo quanto Samuel lhe tinha dito aconteceu naquele dia. 10Saul e o criado chegaram a Guibeá e logo lhes veio ao encontro um grupo de profetas. O Espírito de Deus desceu então sobre Saul e ele tornou-se profeta juntamente com os outros. 11Todos quantos o conheciam, ao verem o que lhe estava a acontecer, diziam uns aos outros: «Que é que sucedeu ao filho de Quis? Será que Saul também se tornou profeta?» 12Alguém que vivia naquele lugar perguntou: «Mas quem é o chefe destes profetas?» E foi assim que nasceu o ditado popular: «Também Saul está entre os profetas!» 13Entretanto, terminado o estado de exaltação profética, Saul dirigiu-se para o lugar do sacrifício, na montanha. 14Um tio de Saul perguntou-lhe, a ele e ao criado: «Onde é que vocês estiveram?» Saul respondeu: «Fomos procurar os animais que se perderam, mas não os pudemos encontrar e acabámos por ir consultar Samuel.» 15O tio perguntou-lhe ainda: «E o que é que ele vos disse?» 16Saul respondeu: «Disse-nos que os animais já tinham sido encontrados.» Mas nada contou ao tio do que Samuel lhe tinha dito a respeito de ele vir a ser rei. 17Samuel convocou o povo para uma assembleia religiosa em Mispá, 18e disse: «Assim fala o SENHOR, Deus de Israel: “Eu tirei-vos da terra do Egipto e libertei-vos do poder dos egípcios e de todos os outros reis que vos oprimiam.” 19Este é o vosso Deus, que vos livra de todas as dificuldades e tristezas, e foi a quem rejeitaram, ao pedirem um rei. Pois bem, reúnam-se agora diante do SENHOR, por tribos e clãs.» 20Samuel pediu que cada uma das tribos se apresentasse e a sorte calhou à tribo de Benjamim. 21Depois mandou vir as famílias da tribo de Benjamim, e a sorte calhou à família de Matri. E dela foi escolhido Saul, filho de Quis; foram procurá-lo, mas não o encontraram. 22Consultaram novamente o SENHOR e perguntaram: «Há mais alguém aqui desta família?» O SENHOR respondeu: «Há um, que está escondido entre as bagagens.» 23Foram buscá-lo a toda a pressa e trouxeram-no para o meio do povo. E viram que ele era o mais alto; ninguém lhe passava do ombro. 24Samuel disse ao povo: «Aqui está o homem que o SENHOR escolheu! Não há ninguém como ele em todo o país!» E todos o aclamaram com alegria: «Viva o rei!» 25A seguir, Samuel explicou ao povo o estatuto do rei e escreveu-o num livro, que colocou no santuário do SENHOR. Depois mandou o povo para as suas casas. 26Saul voltou também para sua casa em Guibeá, acompanhado de alguns homens valentes, a quem Deus tinha tocado o coração. 27Mas alguns que eram contrários diziam: «Este será capaz de nos salvar?» Por isso, desprezaram-no e não lhe levaram qualquer presente. Mas Saul não se incomodou.

will be added

X\